k
OPS... USE SEU CELULAR NA VERTICAL PARA UMA MELHOR NAVEGAÇÃO
FECHAR x
Você está lendo:
Estudando no exterior!
m
MENU
s
BUSCA
GOSTOU?
COMPARTILHAR
VER COMENTÁRIOS / COMENTAR
m
MENU

Estudando no exterior!

01/08/10 Lifestyle | Por Camila Coutinho

Não precisa conhecer esse blog a muito tempo pra perceber o quanto a dona dele ama viajar né? Falou em aeroporto,  já tô fechando o zíper da mala gente! hahah E se for pra unir o útil (a.k.a estudo) com o agradável (a.k.a compras e passeios! kkk), aí é que eu me empolgo mesmo! Acho ótimo ter bastante tempo pra “viver” o lugar com rotina de moradora sabe? Não ficar só nos programas de turista…

Já até comentei algumas dessas viagens mais longas por aqui, mas como sempre recebo muitos emails perguntando como me organizei, onde me hospedei e as escolas em que estudei, resolvi montar esse post falando um pouquinho de cada uma! Prepara o cartão de milhas aí…

NYC – A trip mais recente apareceu bastante aqui no GE e foi uma das mais deliciosas que já fiz na vida! Em abril deste ano, passei um mês em Nova Iorque com meu namorado estudando Inglês avançado e fazendo alguns cursinhos de moda. Organizei hospedagem e matrícula do FIT sozinha, mas a STB me ajudou no visto, escola de línguas e passagens.

  • CURSO DE INGLES: Escolhi a Kaplan Aspect do Empire State pra estudar inglês intensivão e me inscrevi também em aulas extras de inglês para negócios, onde voce aprende um monte de vocabulário e expressões de business. Como eu já falava bem, foi mais legal pra praticar e desenferrujar mesmo, mas tem gente que entra lá sem saber nada e sai com uma fluência legal em alguns meses!
  • FIT: Fashion Institute os Technology…a grande dúvida das meninas! haha Como entender alguma coisa naquele site maluco? Eu só consegui com a ajuda de Thereza do Fashionismo, ela me enviou um PDF (CLIQUEM AQUI PRA VER) com os cursos do semestre e nele tinha o email da moça responsável pelas matrículas. Aí escolhi o curso, mandei email pra lá tirando algumas dúvidas e paguei com o cartão de crédito! 
  • VISTO: Eu bem que podia ter tirado o de turista que dura 5 anos 10 anos, mas como tava com o visto de estudante praticamente certo (a Kaplan dá toda a documentação!), preferi ir por ele mesmo. Só tem um problema: com o visto de estudante o controle de faltas das aulas é MUITO rígido, tem que cumprir 80% da carga horária senão dá confusão com a imigração. Tive que perder vários trabalhinhos legais que consegui no FIT (meu objetivo principal) pra não faltar na KAPLAN…saco!
  • HOSPEDAGEM: Inicialmente eu ia ficar no New Yorker (um hotel que tem convênio com a Kaplan e oferece alguns quartos reservados pra estudantes), mas lotou e graças a Dios acabei alugando um apartamento lindo e maravilhoso! hahaha Saiu um tiquinho mais caro que a primeira opção, mas valeu demais a pena porque era super confortável, perto de tudo….tinha até porteiro gente! haha Luxo em NYC! Pra ler o post com o contato da corretora é só clicar AQUI.
  • PESSOAS: Nova Iorque é que nem São Paulo mesmo, tudo muito prático e rápido…ninguém tá pra brincadeira gente! hehe Lá é o lugar pra conhecer gente e fazer muitos contatos bons, oportunidades podem aparecer de todos os lados! Principalmente no FIT, que tem professores super bem relacionados e alunos com interesse em moda vindos do mundo todo. Como já diziam os poetas Alicia Keys e Jay Z: “In New York, Concrete jungle where dreams are made of, Theres nothing you can’t do!”  hehehe
  • CUSTOS: Óbvio que não vou ficar falando por aqui quanto gastei exatamente, mas todo mundo sabe que Nova Iorque é mesmo uma cidade cara em todos os aspectos! Dá pra conhecer gastando pouco sim, mas eu queria ficar livre pra ir nos restaurantes, baladas e fazer minhas comprinhas sem me preocupar. Então me programei direitinho e bombei meu cofrinho de economias! haha

BUENOS AIRES – Sempre fui super curiosa pra conhecer a Argentina, aí quando comecei a estudar espanhol fui na STB me informar sobre os cursos intensivos por lá e me empolguei na hora pra passar uma temporada em terras porteñas! Fui com a minha irmã e mesmo passando manhã e tarde na escola, conhecemos Buenos inteirinha em 1 mês! Gostei tanto que no mesmo ano voltei pra lá e conheci a cidade no inverno…

  • HOSPEDAGEM: Como na época minha irmã era menor de idade, ficamos hospedadas em uma casa de família lá em Recoleta. Foi bem tranquilo, mas preferia ter alugado apartamento (é super barato lá!) porque eles tinham uma filha de uns 12 anos que era uma pentelha!!! haha Ficar em residência de estudantes (sugiro a MiCasa) também é uma boa, dá pra fazer um monte de amigos e tem festas bem divertidas, fui pra várias e amei!
  • CURSO DE ESPANHOL: Fui estudar na Coined do centro e tinha uma rotina beeem intensiva: aulas de manhã com todo mundo e a tarde particular só com a professora. Apesar de ter MUITOS brasileiros na escola, aprendi bastante e falava tão bem que umas 3 vezes acharam que eu era argentina mesmo! Só minha escrita que não era tão boa porque eu não fazia os deveres de casa…mas abapha esse detalhe né!?! kkkk
  • VISTO: Não precisa!!! Yey!!
  • PESSOAS: Os argentinos que me desculpem, mas as vezes tem que ter uma paciência santa com eles viu!? Toda regra tem sua exceção, mas o povo lá é meio chato mesmo! O atendimento em certos lugares dá vontade de virar a Lady Kate e quebrar tudo! hahaha Mas em compensação, os jovens lá são super estilosos e charmosos, tanto meninos (sorry Diego! hihihi) quanto as meninas!
  • CUSTOS: Diferente de NYC, Buenos Aires é uma cidade bacana, mas bem barata! Dá tranquilo pra fazer uma boa viagem gastando pouco e visitando vários lugares legais. O táxi é ridículo de barato e a moeda desvalorizada deixa a sensação que a cidade inteira está em liquidação! Só achei meio ruim pra compras sabe? Tudo muito parecido e as lojas meio atrasadas, gostei mais de ir em Palermo conhecer os novos estilistas do que dos shoppings…
  • PS: Não falei na legenda, mas nesse caso a STB resolveu tudinho…eu não precisei organizar nadica de nada! Mas se você mesma quiser ligar na Coined e na residência/hotel, acho que consegue resolver sozinha também.  

MONTREAL – Essa viagem foi o motivo de eu ter passado a manhã toda fazendo esse post. Fui pegar uma foto pra ilustrar a montagem e passei um tempão olhando uma por uma e matando a saudade…aí que nostalgia! hehe Montreal foi a primeira grande viagem que fiz sozinha, aos 16 anos fui fazer High School lá e passei 6 meses num mega frio! Por coincidência, caí na mesma escola que uma grande amiga minha que já estava lá há 6 meses acreditam? Foi o máximo! Conheci Ottawa, Toronto, Quebec City e mais um monte de cidades legais…

  • HOSPEDAGEM: Fiquei em casa de família e os meus host parents eram 2 velhinhos aposentados, mas super ativos! Luz é filipina e Wally britânico, cuidavam horrores de mim e até me davam bronca quando eu chegava de madrugada das baladas e shows! hahaha Mas também me ajudavam a organizar tudo que eu precisava (coisas do colégio, viagens etc) e faziam questão de me levar pra passear em lugares diferentes, como peças de teatro (ótimo pra praticar o ingles!), feiras de antiguidade e restaurantes. Três anos depois minha irmã foi pra lá e também ficou com eles…
  • HIGH SCHOOL: Sabe aquela caricatura de escola pública gringa que a gente vê nos filmes? Então, vivi tudo aquilo nessa viagem – mais precisamente na Beaconsfield High School – menos as cheerleades que lá não tem! hehe Adorava a rotina e fiz muitos amigos, teve até aquela tensão pra arranjar date pro prom…sorte que eu fui convidada pelo meu amigo brasileiro! huhu Muitas amigas minhas preferiram fazer intercambio depois de terminar o colégio no brasil (maiores de idade e livres pra a farra!), mas a experiência do High School é muito divertida, recomendo demais!
  • VISTO: Eu não lembro bem como foi a burocracia do visto canadense, mas sei que já fui com a documentação da escola e tirei o meu tranquilamente! Não tem muita complicação não…
  • PESSOAS: Eu simplesmente AMEI os canadenses gente! Eles são muito diferentes dos americanos (mais amigáveis e educados) e odeiam ter o país confundido com os Estados Unidos! haha Acreditem, isso acontece muito! É um mix da cultura americana com a educação da colonização européia sabe? Fora que os garotos canadians são umas gracinhas (sorry Diego 2.0)…
  • CUSTOS: Não sei informar tão bem esse detalhe porque na época eu só tinha 16 anos, não era milionária como o Justin Bieber e meu pai foi meu patrocinador oficial, mas acho que programando direito dá pra fazer essa viagem sem gastar tanto. Eu me perdi um pouco nos gastos porque exagerei nas compras, show e viagens (ai gente, foi um lapso Becky Bloom horrível!), mas tinha uma amiga de São Paulo (Saudades Paula!!!) que era super controlada e só gastava com o necessário mesmo! Ela me dava cada bronca…

Acho que é isso! hehe Se tiverem mais alguma dúvida em algum ponto que eu esqueci de falar, por favor deixem nos comments que eu vou atualizando o post! Pra dicas variadas destas cidades (menos Montreal, que na época o GE não existia!), é só clicar nas tags: Diário de Viagem, Viagens, NYBuenos Aires.

QUEM ESCREVE
Camila Coutinho
| Team GE
Fundadora do @garotasestupidas, @iconoclastsbr e autora do #ESTUPIDAEU
COMPARTILHAR
GOSTOU?
COMENTÁRIOS
ESCOLHA SUA PLATAFORMA DE COMENTÁRIOS FAVORITA
>
PRÓXIMA HISTÓRIA
<
HISTÓRIA ANTERIOR
j
Voltar ao Topo