k
OPS... USE SEU CELULAR NA VERTICAL PARA UMA MELHOR NAVEGAÇÃO
FECHAR x
Você está lendo:
Dualidade feminina e a potência de ser mulher
m
MENU
s
BUSCA
GOSTOU?
+1
COMPARTILHAR
VER COMENTÁRIOS / COMENTAR
m
MENU

Dualidade feminina e a potência de ser mulher

08/03/22 | Por Amábile Reis

Agatha Moreira acredita que mulher pode ser, ter e fazer o que quiser. Agora, aos 30 anos, a atriz se questiona sobre as imposições da sociedade e discorre sobre qual é, na sua opinião, o lado mais belo do feminino.

Foto Bruna Castanheira

Para você, qual é o lado mais bonito em ser mulher? Agatha Moreira, a nossa capa da revista digital especial de março do GE, respondeu na lata: a dualidade feminina.

A atriz, que acabou de completar 30 anos, se encanta com a possibilidade de a mulher ser forte e delicada, bruta e amorosa – seja em momentos diferentes ou tudo junto e misturado.

Abaixo, você confere aspas poderosas da atriz. Veja aí:

Sobre fazer 30 anos

“Fiz 30 anos e resolvi mudar muitas coisas, inclusive raspar o cabelo. É um momento que estou olhando mais para mim. Estou me priorizando. Priorizando os meus desejos, os meus sentimentos, meu corpo, minha mente, meus planos pro futuro. Eu estou feliz de entender que está tudo certo. Tudo o que pensei que não fosse fazer aos 30, estou fazendo. Estou me sentindo bonita, bem comigo mesmo, leve, realizada. Estou amando essa fase, que é poder viver a minha vida do jeito que eu gostaria e com a maturidade que eu tenho hoje”

Foto Bruna Castanheira
Top Zara
Saia Ferragamo para Frou Frou Vintage
Lenço Frou Frou Vintage

Sobre maternidade

“Já me pressionaram muito. ’30 anos e não vai ser mãe? Não vai casar? E ai, quer engravidar’. O tempo inteiro essas perguntas surgem, desde que nós nos entendemos como mulheres. Por isso, eu sempre acreditei que eu seria ser mãe. Perto dos 30? É claro, óbvio que eu vou ser mãe. E aí, aos poucos você percebe que será que isso é um desejo meu ou um desejo que colocaram na minha cabeça, sabe? Porque, de verdade, a cada dia que passa, eu vejo o tamanho dessa responsabilidade, a quantidade de coisas que teria que abrir mão para isso acontecer. E, nesse momento, eu não tenho essa vontade. Cada dia que passa, eu tenho menos vontade. Então, estou tentando entender: se essa vontade de ser mãe está mesmo desaparecendo ou se sou eu que estou questionando demais o que a sociedade colocou na minha cabeça. Estou tentando encontrar esse lugar: e ai, Agatha, o que você quer? Porque a gente não chega nem a se questionar. A gente já tem a certeza de que tem que fazer isso ou aquilo. Mas, ninguém tem que nada. Você deveria, poderia, seria bom se… Mas ter que fazer algo? Não. Ninguém tem que nada.”

Foto Bruna Castanheira Camiseta Chanel Saia Balmain Sapatos e brincos Dolce & Gabbana

Sobre feminilidade

“Eu não estou me cobrando de nada. Então está tudo bem. Estou nessa fase: você não gostou, tudo bem, é a sua opinião. Porque eu estou amando. Me deixe ser feliz. Nem sempre preciso me sentir superfeminina. Eu gosto de caminhar pelos espaços. Gosto de me sentir vulnerável, forte, bruta, delicada…”

Foto Bruna Castanheira Top Zara Saia Ferragamo para Frou Frou Vintage Lenço Frou Frou Vintage

Sobre mulheres serem capazes de tudo

“Todo mundo fala que mulher consegue fazer 300 coisas ao mesmo tempo. A gente consegue. Nós somos capazes de fazer 300 coisas ao mesmo tempo. Assim como somos capazes de sermos muitas coisas. Isso é a coisa mais linda em ser mulher. A mulher consegue ser bruta e amorosa, ela consegue ser dura e cuidadosa, sabe? Porque ela cuida dentro da dureza dela. Ela é sensível dentro da força dela. E isso é uma coisa que só a mulher é capaz de fazer. É o mais interessante do feminino”

Foto Bruna Castanheira Regata, calça e bota MaxMara para Minha Avo Tinha

Sobre cenas de nudez em Verdades Secretas

“É bem importante esse ponto. Eu tive um combinado comigo, que eu não queria sair de cena com a preocupação que eu poderia vir a ter sobre meu corpo. Porque se você está em cena e começa a pensar em outras coisas, você já saiu do personagem. Então, tive esse combinado comigo de estar presente, não importa o que estivesse acontecendo. Meu corpo não podia ser uma preocupação. Eu cheguei nesse lugar muito bem. Porém, há homens no set, apesar de minha equipe ser maravilhosa e extremamente respeitosa. Eu entendo que eu, como mulher, talvez para ser respeitada dentro do set, eu não posso ser tão despudorada assim. Porque se eu for, pode ser que alguém me falte com respeito. E isso é muito doido: você ter que controlar a sua falta de pudor por causa de uma possível falta de respeito do outro. É um jogo dentro da nossa cabeça. Mas temos que lidar com isso, porque o mundo é machista e ele segue sendo assim. Não importa se você é feminista, você ainda infelizmente precisa se portar de alguns jeitos que muitas vezes nem gostaria para ser respeitada. Estamos acostumadas a isso. Não deveria ser assim. Então, a questão não é com a minha equipe, que sempre me respeitou, é comigo. Eu sou mulher. Eu entendi que eu precisava impor respeito desde cedo porque eu cresci sendo desrespeitada várias vezes. A gente aprende a se blindar do desconforto entrando em um desconforto”.

Foto Bruna Castanheira Top Minha Avo Tinha Saia Emilio Pucci Sandália Melissa Bolsa Frou Frou Vintage Óculos Atitude Eyeweat Colar Dolce & Gabbana

Sobre autocuidado

“O autocuidado te traz uma sensação de bem-estar muito grande e isso interfere muito na nossa autoestima. Se você não está se sentindo bem, sua autoestima também não vai estar legal. E é muito gostoso quando você faz um skincare e sente a sua pele com um viço. Eu não sou uma pessoa que gosta de ficar horas nesse processo. Eu sou muito prática. Mas, ao mesmo tempo, não quero perder esse momento porque eu sei que ele me faz bem. Então, eu acordo, tomo meu banho, já lavo o rosto e passo um hidratante para começar o dia. Quando eu volto para casa depois do trabalho, gosto de limpar bem a pele, tomar mais um banho e passar mais hidratante para dormir. Ter essa rotina logo quando acordo e antes de dormir torna esse momento de skincare mais prático no meu dia a dia.

Foto Bruna Castanheira Camiseta Chanel Saia Balmain Sapatos e brincos Dolce & Gabbana

Sobre procedimentos estéticos

Fiz 30 anos e estou pensando em colocar o meu primeiro botox. Eu não tenho absolutamente nada contra. Cada um faz o que bem entende do seu corpo. Se você está feliz, tudo certo. Por isso, se você quer fazer um procedimento, tudo bem. Acontece que eu sou uma pessoa que gostaria de um dia interpretar uma avó. Então, eu quero ter cara de avó um dia. Por isso, tenho cuidado com procedimentos estéticos. Estou querendo colocar meu primeiro botox, mas tenho medo (risos)”.

Foto Bruna Castanheira Óculos Atitude Eyeweat Colar Dolce & Gabbana

Sobre mensagem para mulheres

“Mulher, você é uma grande potência. Não tenha medo e nem oprima isso”.

Foto Bruna Castanheira

Créditos

Por @nelizedezzen

Fotos @brunacastanheira

Direção de arte e Styling @carlosesser

Beleza @camila_anac

Nail Artist: @robertamunis

Texto: @amabilereis

Assistentes de foto: @biagarbieri e @franklindalmeida

Produção de moda: @rourives

Assistente de beleza: @b_e_t_y_n_h_o

Set design: @jeanlabanca

Assistentes de set: Roberth Augusto @roberthaugsto

Pedro Vilaça @pedrovilaca

Tratamento de imagens: @hellenacolliny

QUEM ESCREVE
Amábile Reis
| Team GE
COMPARTILHAR
GOSTOU?
+1
COMENTÁRIOS
ESCOLHA SUA PLATAFORMA DE COMENTÁRIOS FAVORITA
>
PRÓXIMA HISTÓRIA
<
HISTÓRIA ANTERIOR
j
Voltar ao Topo