k
OPS... USE SEU CELULAR NA VERTICAL PARA UMA MELHOR NAVEGAÇÃO
FECHAR x
m
MENU
s
BUSCA
m
MENU
Categoria: Lifestyle
13/02/19

Quando criança, eu era viciada em filmes de terror/suspense. Quem lembra das tardes nas terças…

h comentários e 3 min
05/02/19

O Carnaval está chegando, e as fantasias com memes da internet sempre rendem as melhores ideias…

h comentários e 4 min
31/01/19

Summer Rayne Oakes, a modelo por trás do insta @homesteadbrooklyn Uma nova modalidade de instagramer…

h comentários e 4 min
02/01/19

Fotos: Bruna Valença Conheci o trabalho da artista visual Verena Smit já há alguns anos e sou…

h comentários e 4 min
12/10/18

Você acompanha e adora os “looks do dia” delas, mas vai, confessa: morre de amor…

h comentários e 5 min
04/10/18

A gente pode amar soltar o dedo no Instagram Stories, mas bem sabemos de suas…

h comentários e 3 min
19/09/18

Fotos: Bruna Valença Vocês gostaram tanto do último ensaio/entrevista que postei por aqui que já…

h comentários e 3 min
11/09/18

Fotos: Bruna Valença Ouvi falar pela primeira vez sobre o Thetahealing quando me deparei com o trabalho…

h comentários e 5 min
04/09/18

Foto: Runnyrem / Unsplash Photos Sempre achei autoconfiança muito mais atraente do que a beleza…

h comentários e 3 min

5 dicas para dar um gás no fim do ano!

06/08/19 Lifestyle | Por Vinicius Lasserre
anitta-no-escritorio-da-shot-studios-em-los-angeles-1501539511147_v2_900x506

Uma história que se repete para muita gente: inicia-se o mês de julho e ao se dar conta de que estamos mais próximos do fim que do começo do ano, bate o desespero.

Todas aquelas resoluções de ano novo, definidas com tanto esmero, ficaram abandonadas lá antes de chegado o Carnaval. Então uma nova promessa: “na metade que resta, corro atrás do prejuízo”. Agora estamos em agosto, e a chance de os projetos terem continuado encostados é bem alta.

A procrastinação é um fenômeno que acontece com todos nós, em maior ou menor grau, e ocorre por uma série de fatores que podem ser simples como uma dificuldade de gerenciamento de tempo e excesso de atividades ou mais complexos como perfis psicológicos excessivamente autocríticos e perfeccionistas ou mesmo alguns transtornos mentais. O autoconhecimento é o melhor caminho para que se destrinche individualmente o que causa a procrastinação e se defina a melhor estratégia para lidar com ela. Porém, existem medidas bem simples que podem ser colocadas em prática para tentar reduzir um pouco a sensação de “mais um ano se passou e eu nem vi!

1. Tenha metas possíveis - nosso cérebro é econômico: quanto mais ousadas as metas, mais amedrontado ele fica, tornando-se mais propenso a ativar mecanismos de evitação. E a frustração é proporcional à expectativa. É muito mais fácil começar a ler cinco páginas por dia do que decidir ler 30 livros num ano, por exemplo.

2. Faça planos compatíveis com seus valores - A nossa motivação responde diretamente ao sentido que um objetivo faz para nós. Então é importante olhar para os próprios desejos e propósitos de vida e ter bastante honestidade consigo ao invés de se sentir obrigado a fazer “o que todo mundo tem que fazer” (sabe o combo “alimentação saudável + atividade física”?... é por aí!)

Captura de Tela 2019-08-05 às 16.11.36

3. Preste atenção ao que está fazendo - a desconexão com o que está acontecendo aqui e agora contribui muito para a sensação de perda de comando sobre a própria vida. Ao ficar preocupado com o que tem que fazer amanhã, você não faz direito o que precisa ser feito hoje, não desfruta do processo, não curte o resultado e acumula mais pendências (e novamente, as frustrações vem com tudo)

4. Descanse - existir consome muita energia. Nosso corpo e nossa mente necessitam de uma recuperação do ritmo corrido do dia-a-dia. Uma rotina de sono desorganizada ou que deixe sempre umas horas de descanso em débito contribui muito para a dificuldade de concentração, lentidão do raciocínio e aquela preguicinha de começar a fazer qualquer coisa 

5. Peça ajuda - se é mais frequente se sentir sobrecarregado do que tranquilo, se a sensação de perda de controle é recorrente e se você se sente completamente perdido na sua vida, talvez seja interessante buscar ajuda, seja de pessoas com quem você pode dividir as tarefas e pedir dicas ou de um profissional de saúde mental. Ninguém precisa carregar o mundo nas costas, independente do momento do ano em que a gente se encontre

Texto de Marcela Vianna psiquiatra do grupo @saudehonesta

QUEM ESCREVE
Vinicius Lasserre
| Team GE
Designer gráfico, funny stories & viagens | #teamge
COMPARTILHAR
GOSTOU?
j
Voltar ao Topo