k
OPS... USE SEU CELULAR NA VERTICAL PARA UMA MELHOR NAVEGAÇÃO
FECHAR x
m
MENU
s
BUSCA
m
MENU
Categoria: #GEnaResenha
18/03/21

Paulo Vicelli é diretor institucional da Pinacoteca de São Paulo O que chamamos de maneira…

+1
h comentários e 2 min
25/02/21

É aprender drinks com os sabores do Brasil que você quer? Então esse projeto especial…

+2
h comentários e < 1 min
19/02/21

Texto por Rafael Silvério  Ontem eu vi o lindíssimo filme da Amazon Prime Video, chamado…

+2
h comentários e 3 min
09/02/21

O BBB21 continua sendo um dos assuntos mais comentados nessa internet. A edição está incomodando…

+3
h comentários e < 1 min
05/02/21

  Nesta sexta-feira (5/2), Cidade Invisível estreou na Netflix. E, acredite, o seriado thriller tem…

+1
h comentários e 2 min
04/02/21

Ser mulher é muito difícil. Ser mulher e negra, então, pode ser ainda mais complicado….

+1
h comentários e 3 min
02/02/21

Na sua cabeça, você só vai poder ser feliz e verdadeira com a sua personalidade…

+1
h comentários e 2 min
29/01/21

Há um novo termo de paquera digital ou melhor, golpe, na área. O curving, já…

+2
h comentários e 2 min
28/01/21

Aproveitando que todo mundo já viu Bridgerton, o nosso bate papo semanal de arte e…

+1
h comentários e 3 min

Saiba mais sobre arte erótica com Paulo Vicelli

18/03/21 #GEnaResenha | Por Nelize Dezzen

Paulo Vicelli é diretor institucional da Pinacoteca de São Paulo

O que chamamos de maneira simplista de “arte erótica” sempre fez parte do interesse dos artistas e do público.

Natural portanto, que representações de órgãos sexuais, atos sexuais, corpos sedutores e gestos sensuais sempre fizeram parte da história da arte e quando digo sempre, é sempre mesmo….desde aos povos pré-históricos até os dias de hoje.

De bate pronto, lembramos dos desenhos eróticos nos vasos gregos, nos murais de Pompéia e na sequência de posições do Kama Sutra, esculpida nos templos de Khajuraho, India.

Tão antiga quanto e bem mais perto do Brasil, existiu a civilização Moche ou Mochica, que entre 100 a.C e 800 d.C ocupou a região norte do Peru e registrou em cerâmicas bem elaboradas, aspectos do seu dia-a-dia como a caça, as lutas, os animais e, claro, os prazeres sexuais.

Detalhe curioso é que para esse povo, o ato sexual era mais comum via sexo anal, deixando o vaginal para fins reprodutivos. Foram encontrados diversos vasos, canecas e potes com cenas representando sexo oral, grupal, hétero e homossexuais. Viva os mochicas!

Legendas das fotos:
1 – Garrafa cerimonial do povo moche. Foto @scala.regia


2 – Mosaico de Pompéia


3 – Vaso grego 530 a.C

4 – Detalhe de um dos templos de Khajuraho


Todas as fotos foram retirados da internet. Se você é o autor, por favor, entre em contato para os créditos devidos”

QUEM ESCREVE
Nelize Dezzen
| Team GE
Formada em moda. Viciada em música e em viajar.
COMPARTILHAR
GOSTOU?
+1
j
Voltar ao Topo