k
OPS... USE SEU CELULAR NA VERTICAL PARA UMA MELHOR NAVEGAÇÃO
FECHAR x
Você está lendo:
#CamiResponde: verdades secretas sobre fashion weeks!
m
MENU
s
BUSCA
GOSTOU?
0
COMPARTILHAR
VER COMENTÁRIOS / COMENTAR
m
MENU

#CamiResponde: verdades secretas sobre fashion weeks!

05/10/15 Fashion Week | Por Camila Coutinho

Tem glamour? Sim! Perrengue? Também! Vale a pena? MUUITO! Quem é leitora antiga acompanha a cobertura do GE em fashion weeks internacionais faz tempo. Comecei no NYFW há uns 4 anos e posso dizer que a cada temporada bate o friozinho na barriga de viver tudo de novo. O tipo de cobertura mudou bastante desde então (acho que pra todos os veículos né?) e com a internet e redes sociais cada vez mais gente tá por dentro e interessada no que acontece nas semanas de moda gringas.

Como sei que é um assunto que deixa toooodo mundo super curioso, montei esse dossiê com todas as possiveis curiosidades de vocês: o que é fitting, porque as blogueiras trocam tanto de roupa, como conseguir convites e muito mais! kkkk Me diverti muito revelando essas “verdades secretas” das modas! Espero que gostem do post e leiam até o final…tá longo mas vale a pena!

PERGUNTA1

Não é só look do dia! kkkk O papel da blogueira é justamente mostrar o desfile de uma maneira rápida, direta e muitas vezes mais comercial, pensando no que seus leitores mais vão gostar. Não tem “obrigação” nem de ir e comentar todos os desfiles (só em Paris são quase 90!), como os críticos de moda. Procuro fazer posts sempre dos desfiles que tem mais o meu perfil como consumidora sabe? Porque aí naturalmente já são os que interessam pra vocês também.  Além disso, acontecem em paralelo muuuitas presentations (que é quando a marca apresenta as novidades de forma mais direta em sua loja), lançamentos, visitas a showrooms e re-sees. Tudo isso, mais os nossos looks, gera conteúdo para o blog e todas as redes sociais.

AsPbF8SWSL7fVcXNQbF2a7T9_yYdU1VSQMjczn5BWEU4

pergunta2
Primeiro, é muito mais complicado do que na SPFW, que a gente já conhece todo mundo e recebe os convites automaticamente. Além de conseguir entrar tranquilamente em todos os backstages só de ter a credencial do evento. Por aqui o trabalho começa pelo menos 1 mês antes, mandando email direto pra cada marca, avisando que vai estar lá e solicitando o convite.

Definido o FW que vamos cobrir, faço reunião de pauta com Andressa e fazemos brainstorm com idéias pra posts. Uma coisa “básica” que sempre rola em todos é review do desfile, detalhes de backstage, beleza, peças na arara, look das celebs etc

cobertura

Exemplo da cobertura do desfile da Chloé em diferentes redes do GE!

 

Durante o desfile fico doidinha querendo fazer tudo, Snapchat, foto pro Insta, Periscope, ..!! Geralmente no @camilacoutinho posto o meu highlight da coleção, e no @garotasestupidas um resumo mais técnico do desfile. Vai pro Snap também pra ser uma coisa mais rápida e depois no blog com mais fotos. Depois da fashion week geralmente faço um resumão com as coisas que a gente aposta. Esse é o desafio: cobrir de um jeito diferente em cada rede social/plataforma.

pergunta3
Já venho com os looks montados do Brasil, mas muitas vezes as marcas querem que a gente use peças deles para ir ao desfile (isso faz com que as pessoas se sintam mais próximas das grifes ao ver a gente usando, é mais uma maneira de divulgação, bem direta e pro consumidor final). Então a gente faz um fitting (prova de roupa), que é quando você vai no showroom da marca, vê os looks que eles selecionaram para as bloggers ou celebridades e aí escolhe. Isso é bem legal porque significa que você é uma pessoa especial para a marca, cria um bom relacionamento com eles. Acaba sendo muito bom para street style também porque você chama atenção se usa um look da marca do desfile. Eu particularmente gosto de trocar duas vezes no máximo porque acho que é algo importante para o fashion week, mas também não pode ser maior que o principal objetivo que é assistir aos desfiles.

Captura de Tela 2015-10-03 às 01.28.50

pergunta4
Nessa temporada foi no carro, que aqui é até meio que normal. Mas acontece que estava vestindo um look tooodo de couro, foi uma das coisas mais difíceis de fazer! kkkk Eu não tinha provado antes, vesti dentro no carro, saí, olhei no vidro do outro carro, tipo “tá bom assim, deu certo”! kkkk

Captura de Tela 2015-09-30 às 11.16.09

Também nessa temporada foi muito engraçado um dia em que fui trocar no banheiro de uma padaria – eu tava esperando na fila do banheiro e tinha uma pessoa que já estava lá se trocando e demorando muuuito. Aí demos uma batatinha e aí a pessoa: “vem, troca aqui também!” kkkk Então ficamos eu e essa outra blogueira, cada uma com uma pessoa ajudando – quatro pessoas dentro de um banheirinho!! Aí depois encontrei com ela em vários outros desfiles e aí a gente ficou rindo muito da situação!

pergunta5

Montar a mala é uma tarefa que demanda muuuito tempo porque no caso dessa temporada em que estou fazendo Milão e em seguida Paris, por exemplo, são cerca de 20 a 30 looks!! Mas o processo de escolher as peças na verdade começa bem antes: é que quando vou vendo os desfiles na SPFW já vou tirando fotos do que gostaria de usar, e faço isso com marcas internacionais também. Aí tem uma pessoa que me ajuda na produção: recolhe as peças nos lugares, reúne tudo, a gente monta os looks e depois, como tem muita coisa emprestada, faz toda essa devolução nas assessorias e nas marcas. Muitos fittings já faço direto no showroom das marcas durante o fashion week, mas aí como o grosso já está resolvido trago meus acessórios para combinar e defino tudo por aqui.

Captura de Tela 2015-10-03 às 01.29.59

Escolhendo as bolsas dessa temporada antes de embarcar para Milão!

 

pergunta6

Muitas roupas as marcas emprestam porque são coisas que nem estão nas lojas ainda, ou são itens específicos. Eu diria que 60% são roupas que as marcas emprestam e 40% é pessoal.

pergunta7

As marcas já mandam para as assessorias de imprensa uma parte da coleção toda em sample, que é o que fica disponível para editoriais de moda, blogueiras, celebs, etc… Essas pecas existem para serem emprestadas. Aí você entra em contato com a assessoria e diz que gostaria de usar tal peça, ou diz a qual evento vai e eles sugerem.

pergunta8

Não tem muito como conseguir, você tem que ser relevante pra marca querer te colocar lá, é algo muito legal e super importante para a blogueira também. E não é possível comprar convites – já vi algumas matérias falando sobre isso, mas, se rola, deve ser meio “mercado negro” kkkk, não é como se fosse um show que basta comprar, o acesso restrito também é o que faz um fashion week!

Captura de Tela 2015-10-03 às 01.30.14

pergunta9

A maioria não paga, porque justamente é um conteúdo muito legal para os blogs (e qualquer outro veículo de moda!), mas às vezes eles estão fazendo alguma ação maior e querem garantir a presença, aí existe sim isso de pagar. Os fittings só algumas pessoas fazem porque é uma escolha das marcas, elas que convidam, não é todo mundo que pode.

Captura de Tela 2015-10-03 às 01.37.46

pergunta10

Primeiro, essa coisa de trocar de roupa faz a diferença, porque os fotógrafos registram quando é um look inédito. Mas como são os mesmos fotógrafos que fazem todos os desfiles do dia, se você estiver sempre com a mesma roupa eles nem tiram mais a foto, então essa troca de looks é interessante nesse ponto. Mas acho que tem que ter limite sabe? Uma dinâmica que não atrapalhe os compromissos do dia. Porque, como eu já disse acima, não é o foco principal do FW! kkkk

Foto 24-09-15 19 53 59

Ir com algum item da marca que você tá indo pro desfile – não necessariamente o look todo, pode ser algum acessório, uma bolsa, ou uma estampa que chama muito a atenção – também é legal, e tem que pensar realmente em coisas novas, peças diferentes que estejam em alta, tendências do momento.

Foto 24-09-15 20 09 45

Coisas como essa bota da Fendi que usei, por exemplo, chamam bem a atenção! Roupas com cores fortes, estampas também fazem sucesso

 

A atitude ao posar para os cliques faz diferença: tentar poses diferentes, engraçadinhas, é algo bem legal, e existe também o lugar pelo qual as pessoas estão chegando, então os fotógrafos geralmente ja ficam posicionados para pegá-las assim que descem do carro. Se um fotógrafo tira uma foto sua os outros também já vêm correndo tirar. Por fim, se você souber os nomes deles, ter uma relação com os fotógrafos também faz diferença porque eles vão ter mais intimidade pra te chamar para fazer uma pose diferente, mudar um pouco o cenário, etc…

pergunta11

Rola tratamento de foto sim, de cor, filtro, etc., e existe o Facetune. Algumas pessoas usam, outras não, eu geralmente recorro mais pra tirar uma espinha, coisas mais simples, ou pra tirar lixo, alguma coisa feia que saiu na foto! kl #confissoes Os apps mais úteis pra mim nessas semanas são o viscocam, whatsapp, redes sociais em geral, e aqueles de previsão do tempo, pra ver se precisa dar uma adaptada no look!

pergunta12

NY é mais comercial, Londres é bem conceito, moderninha e tal, e está começando a ficar mais importante – isso porque antes muita gente pulava a cidade para ter um descanso, mas nessa temporada vi bastante gente bacana priorizar o LFW. Vale a pena porque é onde tem muita coisa nova e diferente. Milão é aquela coisa das marcas mais ostensivas, mais cheias de informação, então é bem animado. E Paris é a última e na minha opinião a mais importante porque tem as marcas mais antigas, as maisons maiores, de super relevância no mercado, e as festas mais bafo também!

Ufa!! É isso! Espero que tenham gostado do post, e se ficou mais alguma dúvida só deixar nos comentários – quem sabe não rola parte 2?! hehe

QUEM ESCREVE
Camila Coutinho
| Team GE
Fundadora do @garotasestupidas, @iconoclastsbr e autora do #ESTUPIDAEU
COMPARTILHAR
GOSTOU?
0
COMENTÁRIOS
ESCOLHA SUA PLATAFORMA DE COMENTÁRIOS FAVORITA
>
PRÓXIMA HISTÓRIA
<
HISTÓRIA ANTERIOR
j
Voltar ao Topo