k
OPS... USE SEU CELULAR NA VERTICAL PARA UMA MELHOR NAVEGAÇÃO
FECHAR x
Você está lendo:
3 marcas de bolsas de praia que você tem que conhecer!
m
MENU
s
BUSCA
GOSTOU?
+1
COMPARTILHAR
VER COMENTÁRIOS / COMENTAR
m
MENU

3 marcas de bolsas de praia que você tem que conhecer!

03/08/15 Compras | Por Camila Coutinho

TOPO-bolsas

Amo minha Goyardona de guerra, mas confesso que às vezes acho meio boring ver todo mundo usando a mesma bolsa, e isso rola até na praia! Por isso acabei reparando nas últimas viagens (e no feed do Insta! hehe) em algumas marcas superbacanas que podem tranquilamente substituir a bolsa de praia batida sem perder em finesse, e aí deu nesse Top 3!

São todas marcas que apostam no trabalho artesanal como um verdadeiro luxo: as peças são cuidadosamente feitas à mão, fora que os materiais escolhidos por si só já parecem chamar sol, areia, mar… Dá uma olhada:

bolsas-carolarigoni

Sabe aquela trend da customização de bolsas de grife? Acredito muito que essa ideia de personalização é que seja “a nova it bag”, por isso achei o trabalho da Carol Arrigoni muito massa! Tudo começou quando ela resolveu dar uma cara nova a uma velha bolsa de palha. Ela gostou do resultado, foi presenteando amigas com itens feitos especialmente para elas, a fama foi se espalhando pelo Insta e pronto: hoje ela recebe cerca de 30 encomendas por mês, chegando até mesmo a enviar para o exterior!

As bolsas de palha de milho são customizadas de acordo com o gosto da cliente (insira suas iniciais, desenhos de coração, estrela, e por aí vai…), e o cuidado pode ser visto também nos forros, que geralmente levam estampas fofas. Entrega em todo Brasil e exterior, mais infos sobre preços e frete pelo e-mail [email protected]

bolsas-anttonello

Eco-friendly e luxo são as duas palavras que o designer Antonello usa para descrever suas criações. Suas bolsas são feitas com técnicas manuais minuciosas, parte como uma ideia de preservar esse tipo de trabalho frente à produção de moda em massa, parte como uma forma de “alta-costura de praia”.

Foi quando estudava na London College of Fashion que o designer se envolveu com as técnicas e tecidos encontrados na Sardenha, Itália, e daí nasceu sua marca. As bolsas são feitas à mão, segundo padrões sustentáveis, com fios tingidos naturalmente e algodão reciclado.

O escritório fica em Londres, e pelo site é possível entrar em contato para saber onde achar, mas caçando pela internet deu pra ver que a pegada é ser mais difícil de ser encontrada mesmo, garantindo (ainda mais) a exclusividade. Alguns modelos podem ser achados no Shopbop.

bolsas0catarinamina

Para essa terceira marca confesso que dei uma “roubadinha”! hehe É que a Catarina Mina vai bem além do ambiente praia, já que produz também bolsas charmosíssimas que se saem bem até em ocasiões como uma festa – tanto que usei no casamento de Mica Rocha!

A marca nasceu em 2005 a partir do trabalho com artesãs do Ceará e é cheia de modelos a tiracolo, bolsas-saco tipo as amadas wayuu bags, fora as bolsas maiores que misturam correntes e tricô para uma praia de ryca! kkkk

Além disso, a proposta deles é muito interessante: valorizar o trabalho artesanal ao deixar claro o custo de cada etapa de produção (de quanto recebem as artesãs ao preço do metal do fecho, tá tudo no site), um posicionamento transparente como vi pouquíssimas vezes. Ou seja, além de produzir bolsas lindas ainda joga limpo com quem compra e produz. Show!

Curtiram as dicas? Conhecem mais marcas nessa pegada? Comentem!

QUEM ESCREVE
Camila Coutinho
| Team GE
Fundadora do @garotasestupidas, @iconoclastsbr e autora do #ESTUPIDAEU
COMPARTILHAR
GOSTOU?
+1
COMENTÁRIOS
ESCOLHA SUA PLATAFORMA DE COMENTÁRIOS FAVORITA
>
PRÓXIMA HISTÓRIA
<
HISTÓRIA ANTERIOR
j
Voltar ao Topo