k
OPS... USE SEU CELULAR NA VERTICAL PARA UMA MELHOR NAVEGAÇÃO
FECHAR x
m
MENU
s
BUSCA
m
MENU
EDITORIAL
MODA
|
BELEZA
|
LIFESTYLE
|
TVGE
MAIS VISTOS
Como deixar seu feed no Instagram lindo (e + dicas para bombar na rede)
#publi Queridinho entre dermatologistas e hit absoluto nas farmácias gringas, o hidratante CeraVe agora está...
Garotas estúpidas
25 ago 2016
6 jeitos de utilizar cubos de gelo na sua rotina de beleza
#publi Queridinho entre dermatologistas e hit absoluto nas farmácias gringas, o hidratante CeraVe agora está...
Beleza
30 jan 2014
Coluna da Bruna: Vem conhecer a maravilhosa Duda Beat <3
#publi Queridinho entre dermatologistas e hit absoluto nas farmácias gringas, o hidratante CeraVe agora está...
Celebridades
14 abr 2019
Coluna da Bruna: Vem conhecer a maravilhosa Duda Beat <3
#publi Queridinho entre dermatologistas e hit absoluto nas farmácias gringas, o hidratante CeraVe agora está...
Celebridades
14 abr 2019
Como deixar seu feed no Instagram lindo (e + dicas para bombar na rede)
#publi Queridinho entre dermatologistas e hit absoluto nas farmácias gringas, o hidratante CeraVe agora está...
Garotas estúpidas
25 ago 2016
6 jeitos de utilizar cubos de gelo na sua rotina de beleza
#publi Queridinho entre dermatologistas e hit absoluto nas farmácias gringas, o hidratante CeraVe agora está...
Beleza
30 jan 2014
Como deixar seu feed no Instagram lindo (e + dicas para bombar na rede)
#publi Queridinho entre dermatologistas e hit absoluto nas farmácias gringas, o hidratante CeraVe agora está...
Garotas estúpidas
25 ago 2016
6 jeitos de utilizar cubos de gelo na sua rotina de beleza
#publi Queridinho entre dermatologistas e hit absoluto nas farmácias gringas, o hidratante CeraVe agora está...
Beleza
30 jan 2014
Coluna da Bruna: Vem conhecer a maravilhosa Duda Beat <3
#publi Queridinho entre dermatologistas e hit absoluto nas farmácias gringas, o hidratante CeraVe agora está...
Celebridades
14 abr 2019

Coluna da Bruna: Vem conhecer a maravilhosa Duda Beat <3

14/04/19 Celebridades | Por Bruna Valença
2514_08
Fotos: Bruna Valença

Conheci o som de Duda em Lisboa, quando fui passar 20 dias estudando fotografia analógica, em outubro de 2018. Minha prima me apresentou e disse: “Amiga, eu tenho certeza que tu vai amar!” E num é que foi a minha trilha sonora da viagem toda? Meses depois, sigo aqui, escutando, curtindo, dançando junto... Enviei uma mensagem pra Duda com um convite pra fotografar, quando viesse por Recife.E, pra minha surpresa, ela topou na hora! Fiquei tão feliz!

Reuni uma equipe linda e passamos um dia fotografando, conversando sobre a vida, amores, astrologia, coincidências, referências musicais... Me senti em casa com essa criaturinha bonita, que tem um brilho único! Como é bom ver gente talentosa ganhando o mundo com a sua arte. Pedi pra Duda me responder algumas perguntinhas… Vamo lá:

2514_18
2514_04

Bruna Valença: Duda, me conta um pouquinho qual é a tua relação com a música. Como essa jornada linda começou?
Duda Beat: A minha relação com a música começou acho que desde a adolescência, né? Fui convidada por uma grande amiga minha de adolescência na época pra frequentar a igreja dela, a Episcopal Anglicana, e comecei a ir. Ela cantava na igreja e, um dia, me chamou pra cantar também. Foi ótimo, já começou aí essa relação. Aí, logo depois fiz uma banda em Recife, banda de colégio, que tocava nos intervalos. Era bem legal... E quando fiz 18 anos vim morar no Rio, porque queria ser médica. Como em toda a minha adolescência eu ia passar férias no Rio, acabei fazendo amizade com muitos músicos. Então, já era amiga da galera da Resigma, banda do meu primo, que inclui Diogo Strauss, Tomás Troya (produtor do meu disco), Gabriel Bittencourt (meu baterista e meu primo) e Castello Branco, que também é cantor... Quando fui pro Rio, continuei convivendo com essas pessoas. Castello me chamou pra cantar no primeiro disco dele, no segundo pra fazer backing vocal e Letrux também me chamou pra cantar na Que Estrago. E aí acho que a relação foi se construindo, né? Eu sempre amei cantar, era uma coisa que fazia frequentemente e só bastava decidir. Fazer isso pra mim. E acabei entrando nessa inteiramente. Hoje estou aqui. É isso :)

BV: O que mais te inspira na sua bagagem pernambucana?
DB: Nossa, muita coisa me inspira! Costumo dizer que a minha formação musical é toda pernambucana, porque vivi aí até os 18 anos. Então eu ouvia frevo, maracatu, Chico Science tá muito presente na minha vida, Lenine, Alceu Valença... Além disso, ouvia muito ritmo de brega. Eu me lembro que passava um programa de meio dia, na época que eu era menor, que eu ficava almoçando e assistindo. Eram vários programas de brega em várias emissoras diferentes... E eu cresci ouvindo brega,  axé, eu ia atrás do trio de Ivete no Recifolia, sabe? Ainda pequena, toda metidinha, metida a grande, sabe? Mas eu sempre tava ali, como telespectadora, olhando aquilo e tipo babando. Pagode também, fui pra muito samba nos domingos. Enfim, acho que música sempre fez muito parte da minha vida. Se eu pudesse citar as influências, com certeza seria esse mix aí de tudo.

2528_08

BV: Me fala sobre o teu processo criativo. Quais são os gatilhos?
DB: Normalmente, os gatilhos são coisas que aconteceram comigo. Eu ter sido apaixonada por muita gente que não me amou foi um gatilho. Eu querer ser respeitada por meio da música também. Acho que os gatilhos são muitos, mas tudo tá relacionado à minha vida, em como eu lido com essa história de amar e não ser correspondida, como eu tive que lidar com a rejeição e com o fundo do poço e como eu saí daquilo. Acho que meu disco retrata bem isso. É realmente o início do processo ali. Eu entrando num “mar de amor” e eu totalmente não correspondida tendo que me empoderar depois disso. Eu acho que isso é o “gatilho” resumindo assim, geral sabe?

BV: O que a gente pode esperar dos teus próximos trabalhos?
DB: Olha, acho que toda vez que eu fizer um disco, (como vai ser lançado no ano que vem um disco novo), esse trabalho vai contar alguma coisa. Seja de um processo de transição de um momento mais triste, mais feliz. Seja só tristeza ou felicidade, eu sempre acho que pra você lançar um disco, tem que ter um propósito, uma narrativa. Então, toda vez que se tratar de disco, provavelmente, eu vou mantera onda do Sinto Muitoque é contar uma história, um pedaço da minha vida. Mas os singles eu pretendo ser mais comercial, como foi a Meu jeito de amaragora, a Chapadinha... Essas músicas são muito mais comerciais.

BV: Cinco palavras que te representam...
DB: Empoderamento me representa muito. Justiça. Amor próprio. Amor. Pernambuco. É isso!

2528_09
2514_06
2514_15

Fotografia: Bruna Valença (@brunavalenca)

Beleza: Dandara Cipriano (@dandaracipriano)

Stylist: Maria Esther (@esthellita)

Stylist assistente: Thais Carneiro (@thacarneiro)

Assistente de fotografia: Vitor Pessoa (@vitor_pessoa)

Agradecimentos: Weré Lima e Vitor Cunha

QUEM ESCREVE
Bruna Valença
| Team GE
Fotógrafa (e irmã de Camila), agora também é parte do #teamGE
VER COMENTÁRIOS / COMENTAR
COMPARTILHAR
GOSTOU?

Coluna da Bruna: Vem conhecer a maravilhosa Duda Beat <3

14/04/19 Celebridades | Por Bruna Valença
2514_08
Fotos: Bruna Valença

Conheci o som de Duda em Lisboa, quando fui passar 20 dias estudando fotografia analógica, em outubro de 2018. Minha prima me apresentou e disse: “Amiga, eu tenho certeza que tu vai amar!” E num é que foi a minha trilha sonora da viagem toda? Meses depois, sigo aqui, escutando, curtindo, dançando junto... Enviei uma mensagem pra Duda com um convite pra fotografar, quando viesse por Recife.E, pra minha surpresa, ela topou na hora! Fiquei tão feliz!

Reuni uma equipe linda e passamos um dia fotografando, conversando sobre a vida, amores, astrologia, coincidências, referências musicais... Me senti em casa com essa criaturinha bonita, que tem um brilho único! Como é bom ver gente talentosa ganhando o mundo com a sua arte. Pedi pra Duda me responder algumas perguntinhas… Vamo lá:

2514_18
2514_04

Bruna Valença: Duda, me conta um pouquinho qual é a tua relação com a música. Como essa jornada linda começou?
Duda Beat: A minha relação com a música começou acho que desde a adolescência, né? Fui convidada por uma grande amiga minha de adolescência na época pra frequentar a igreja dela, a Episcopal Anglicana, e comecei a ir. Ela cantava na igreja e, um dia, me chamou pra cantar também. Foi ótimo, já começou aí essa relação. Aí, logo depois fiz uma banda em Recife, banda de colégio, que tocava nos intervalos. Era bem legal... E quando fiz 18 anos vim morar no Rio, porque queria ser médica. Como em toda a minha adolescência eu ia passar férias no Rio, acabei fazendo amizade com muitos músicos. Então, já era amiga da galera da Resigma, banda do meu primo, que inclui Diogo Strauss, Tomás Troya (produtor do meu disco), Gabriel Bittencourt (meu baterista e meu primo) e Castello Branco, que também é cantor... Quando fui pro Rio, continuei convivendo com essas pessoas. Castello me chamou pra cantar no primeiro disco dele, no segundo pra fazer backing vocal e Letrux também me chamou pra cantar na Que Estrago. E aí acho que a relação foi se construindo, né? Eu sempre amei cantar, era uma coisa que fazia frequentemente e só bastava decidir. Fazer isso pra mim. E acabei entrando nessa inteiramente. Hoje estou aqui. É isso :)

BV: O que mais te inspira na sua bagagem pernambucana?
DB: Nossa, muita coisa me inspira! Costumo dizer que a minha formação musical é toda pernambucana, porque vivi aí até os 18 anos. Então eu ouvia frevo, maracatu, Chico Science tá muito presente na minha vida, Lenine, Alceu Valença... Além disso, ouvia muito ritmo de brega. Eu me lembro que passava um programa de meio dia, na época que eu era menor, que eu ficava almoçando e assistindo. Eram vários programas de brega em várias emissoras diferentes... E eu cresci ouvindo brega,  axé, eu ia atrás do trio de Ivete no Recifolia, sabe? Ainda pequena, toda metidinha, metida a grande, sabe? Mas eu sempre tava ali, como telespectadora, olhando aquilo e tipo babando. Pagode também, fui pra muito samba nos domingos. Enfim, acho que música sempre fez muito parte da minha vida. Se eu pudesse citar as influências, com certeza seria esse mix aí de tudo.

2528_08

BV: Me fala sobre o teu processo criativo. Quais são os gatilhos?
DB: Normalmente, os gatilhos são coisas que aconteceram comigo. Eu ter sido apaixonada por muita gente que não me amou foi um gatilho. Eu querer ser respeitada por meio da música também. Acho que os gatilhos são muitos, mas tudo tá relacionado à minha vida, em como eu lido com essa história de amar e não ser correspondida, como eu tive que lidar com a rejeição e com o fundo do poço e como eu saí daquilo. Acho que meu disco retrata bem isso. É realmente o início do processo ali. Eu entrando num “mar de amor” e eu totalmente não correspondida tendo que me empoderar depois disso. Eu acho que isso é o “gatilho” resumindo assim, geral sabe?

BV: O que a gente pode esperar dos teus próximos trabalhos?
DB: Olha, acho que toda vez que eu fizer um disco, (como vai ser lançado no ano que vem um disco novo), esse trabalho vai contar alguma coisa. Seja de um processo de transição de um momento mais triste, mais feliz. Seja só tristeza ou felicidade, eu sempre acho que pra você lançar um disco, tem que ter um propósito, uma narrativa. Então, toda vez que se tratar de disco, provavelmente, eu vou mantera onda do Sinto Muitoque é contar uma história, um pedaço da minha vida. Mas os singles eu pretendo ser mais comercial, como foi a Meu jeito de amaragora, a Chapadinha... Essas músicas são muito mais comerciais.

BV: Cinco palavras que te representam...
DB: Empoderamento me representa muito. Justiça. Amor próprio. Amor. Pernambuco. É isso!

2528_09
2514_06
2514_15

Fotografia: Bruna Valença (@brunavalenca)

Beleza: Dandara Cipriano (@dandaracipriano)

Stylist: Maria Esther (@esthellita)

Stylist assistente: Thais Carneiro (@thacarneiro)

Assistente de fotografia: Vitor Pessoa (@vitor_pessoa)

Agradecimentos: Weré Lima e Vitor Cunha

QUEM ESCREVE
Bruna Valença
| Team GE
Fotógrafa (e irmã de Camila), agora também é parte do #teamGE
VER COMENTÁRIOS / COMENTAR
COMPARTILHAR
GOSTOU?

Já temos todas as infos sobre o SPFW n47!

11/04/19 Fashion Week | Por Vinicius Lasserre
_MG_9385

Obaa! Tá chegando a hora do São Paulo Fashion Week! Hoje, a organização do evento divulgou a programação, local e marcas que estão chegando pela primeira vez na semana de moda mais bombada do Brasil.

O primeiro desfile será do Reinaldo Lourenço, no dia 22 deste mês no Farol Santander, depois seguimos até o dia 27 de abril com muita programação e cobertura nas redes sociais do GE.  Vale destaque também pras marcas que estão desfilando pela primeira vez no SPFW: Haight, Neriage, Flávia Aranha, Another Place e Ocksa.

Segue aqui o line up, pra você acompanhar, dia por dia:

_JEF1397
_JEF0036

22/4, segunda-feira
19h45 – Reinaldo Lourenço

 

2/4, terça-feira
11h – Lenny Niemeyer

16h – Patrícia Viera

17h30 – Fabiana Milazzo

19h – Lilly Sarti

20h30 – Bobstore

 

24/4, quarta-feira
10h45 – Gloria Coelho

12h – PATBO

15h30 – Another Place

16h30 – Beira

17h30 – João Pimenta

18h30 – Amir Slama

20h – Modem

21h – Lino Villaventura

25/4, quinta-feira
15h – Projeto Estufa | Aluf

15h15 – Projeto Estufa | Victor Hugo Mattos

16h30 – Ca.Ce.Te Company

17h30 – TOP5 | Borana

18h – Neriage

19h – Handred

20h – Triya

26/4, sexta-feira
15h – Projeto Estufa | ÃO

15h15 – Projeto Estufa | MiPinta

16h – Cotton Project

17h30 – Apartamento 03

18h30 – Ratier

19h30 – Haight

20h30 – Ronaldo Fraga

27/4, sábado
15h – Projeto Estufa | Lucas Leão

15h15 – Projeto Estufa | Korshi

15h30 – Projeto Estufa | LED

16h30 – Ocksa

17h30 – Flávia Aranha

18h30 – PIET

19h30 – Ponto Firme

20h30 – Cavalera

_JEF3095

O ponto principal dos desfiles será o Espaço ARCA, que pela segunda temporada seguida, vai ser a sede da semana de moda. O espaço é um supergalpão, com capacidade para 7 mil pessoas na Vila Leopoldina.

A ambientação será feita pelo arquiteto e designer Guto Requena.

Av. Manuel Bandeira, 360 - Vila Leopoldina, São Paulo - SP, 05317-020

ARCA+frontal+interno+final+dark+sRGB

O tema da #SPFWN47 é "Utopia", a capacidade de criar realidades mais  significativas que inspirem a construção de futuros criativos, colaborativos e afetivos. Por isso, o evento convida todos a se engajar nessa construção em sintonia com gerações comprometidas com a mudança. Partindo da pergunta "Qual a sua Utopia?", a edição convidar todos a compartilhar ecos e ressonâncias de um mundo em clara e profunda transformação.

Fiquem ligados no GE que a cobertura vai ser intensa!

QUEM ESCREVE
Vinicius Lasserre
| Team GE
Designer gráfico, funny stories & viagens | #teamge
VER COMENTÁRIOS / COMENTAR
COMPARTILHAR
GOSTOU?

#KISSES by Anitta: Entrevista com o stylist André Philipe + Sandálias Ipanema

06/04/19 Celebridades | Por Vinicius Lasserre
BANANA_STILL27

O lançamento que ontem (5/4) parou o Brasil ainda tá dando pauta pra muita matéria! Anitta lançou o seu primeiro visual album, o "Kisses", com dez músicas, dez clipes inéditos & muitos... MUITOS looks! O stylist da cantora, André Philipe, falou com exclusividade ao GE e contou sobre os looks nos oito clipes que ele produziu.

Além disso, ontem, durante a coletiva de lançamento do álbum, num evento na Casa Ipanema, no Rio, Anitta revelou temos vááááárias curiosidades sobre os clipes e sobre a participação da marca no projeto.

ANITTA JUEGO173828
"Juego"
DSC05945
"Banana"
Cópia de anitta-raphaelsimons-2
"Tu y Yo"

GE: Qual o styling favorito que você montou pra esse projeto? Um clipe específico, um look específico...
André Philipe: Não consegui decidir ainda... mas to entre "Banana", "Juego" e "Tu y Yo".

GE: Quais foram os pedidos de Anitta pra esse projeto? Tem alguma coisa que ela que ela não abria mão?
AP: Não tinha nenhum pedido especial, era mais direcionado pra cada clipe.

GE: Como foi o processo de prova dos looks?
AP: Basicamente, impossível conseguir tempo pra prova de roupa na Anitta. Temos uma modelo de prova com medidas parecidas, e fizemos todos os testes nela. Depois, Anitta escolhia as opções e provávamos na hora.

GE: Levou quanto tempo pra cada clipe, mais ou menos?
AP: Sempre que posso, pesquiso e estudo  novas propostas. O tempo pra cada clipe varia, mas tive no máximo cinco dias e o tempo mínimo foram umas 23 horas. Recebi a confirmação no sábado, por volta do meio dia, e tinha que estar com tudo pronto pra gravar as  13 h do outro dia kkkkk.

Peças exclusivas para o projeto: "Casaco de onça de 'Juego'; alguns crochês de 'Tu y Yo' e uma jaqueta nunca usada, da The Blonds"

anitta - jaqueta the blonds banana
Jaqueta da marca "The Blonds", no clipe "Banana"
ANITTA JUEGO173700
Casaco de onça no clipe "Juego"

GE: Rolou alguma história curiosa ou engraçada nas gravações?
AP: Várias! Quando fomos repetir cenas de "Sin Miedo", Anitta foi ajeitar os óculos, que estavam tortos, e eles quebraram! Além disso, tínhamos perdido um dos pares do brinco. Ela então disse: "Não tem problema não. A gente assume isso no clipe, a vibe é uma festa, então diz que perdeu e quebrou mesmo", e foi tudo resolvido! Foi pro ar e ficou divertido kkk.

GE: Como foi o processo de criação desses figurinos? Qual a participação da Anitta nesse processo? E do Giovanni Bianco ( o diretor criativo, responsável por clipes de Madonna, que está com Anitta desde o clipe "Bang")?
AP: O processo é: Anitta tinha a ideia, trocava com o diretor e aí eu sugeria o MOOD visual. Só fiz um clipe do o Giovanni Bianco. Ele já tinha ideia do que queria, me ligou, apresentei algumas opções, ela pediu pouquíssimas modificações e gravamos.

"Também rolaram alguns acidentes, tipo a (já famosa) queimadura com steamer. Ela sabia que era perigoso passar o vestido com ele no corpo. Mas estávamos sem tempo, e essa foi a opção na hora. Quando eu estava desamassando a cauda do vestido, ela não me viu e deu um passo pra trás. Foi aí que o vapor quente encostou nela e aconteceu a queimadura."

Cópia de P1311563
Anitta de latex em "Get to Know Me"

GE: Qual foi o look que mais deu trabalho?
AP: Nenhum look específico, mas produzir "Get to Know Me" foi bem difícil. Foi a primeira vez que eu tava fazendo algo fora do país, inclusive a produção.

GE: E tem algo que ela não gosta de usar?
AP: Látex kkk. Em basicamente todos os takes de "Get to Now Me" há referência aos bonecos de plástico... Ela usou porque entendeu essa ligação/referência.

GE: Quais as marcas mais usadas? Temos grifes?
AP: Das maiores, Versace foi a mais usada.

DSC05945

Quer ver uma coisa em comum em quatro dos dez clipes do álbul Kisses? Repara nos pezinhos da Anitta! Ela usa sandálias do portfólio da Ipanema em "Get to Know Me" (que virou até campanha da marca, com o modelo "Class Glam"), "Banana", "Juego" e em "Rosas" (a sandália desse clipe já foi vendida aqui, mas agora só é encontrada fora do País).

A label é uma das patrocinadoras oficiais desse gigaprojeto mundial do álbum e conta com a cantora como garota-propaganda

WhatsApp Image 2019-04-06 at 01.07.19 (1)
WhatsApp Image 2019-04-06 at 01.07.19
WhatsApp Image 2019-04-06 at 01.07.18

A marca ainda fez um superevento de lançamento do álbum, com direito a coletiva de imprensa e pocket show pra quem quisesse passar na rua e ver. Além de comida vegana pros jornalistas convidados - com o mesmo bufê que fez o aniversário da cantora, que agora é vegana. Mara, né?

O GE esteve por lá e gravou um IGTV com Anitta, que falou sobre os looks para os clipes, os perrengues que passou nas gravações e como funcionaram as parcerias. A cantora escolheu feats com artistas ded cinco países diferentes. Becky G. (em "Banana"), Snoop Dog, Papatinho e Ludmilla (que inclusive compôs a canção "Onda Diferente"), DJ Luian, Mambo Kingz, Swae Lee, Chris Marshall, Alesso, Prince Royce e Caetano Veloso (em "Você Mentiu").

Sabia que foi Snoop Dogg quem entrou em contato com Anitta, depois de assistir ao documentário dela na Netflix? Tem mais curiosidades no vídeo aqui do lado, vem ver!

QUEM ESCREVE
Vinicius Lasserre
| Team GE
Designer gráfico, funny stories & viagens | #teamge
VER COMENTÁRIOS / COMENTAR
COMPARTILHAR
GOSTOU?
h
comentários
14/04/19
Celebridades
Coluna da Bruna: Vem conhecer a maravilhosa Duda Beat <3
h
comentários
11/04/19
Fashion Week
Já temos todas as infos sobre o SPFW n47!
h
comentários
06/04/19
Celebridades
#KISSES by Anitta: Entrevista com o stylist André Philipe + Sandálias Ipanema
h
comentários
05/04/19
Celebridades
Anitta mostra algumas curiosidades no seu celular!
h
comentários
02/04/19
Moda
Vem ver toda minha coleção com a Hering!
h
comentários
26/03/19
Lifestyle
Apple Event: streaming pra concorrer com Netflix e cartão de crédito da Apple!
EDITORIAL
MODA
|
BELEZA
|
LIFESTYLE
CAMILA COUTINHO
Camila Coutinho criou o Garotas Estúpidas, primeiro blog de moda brasileiro, em 2006. De lá pra cá, a recifense virou referência no mercado nacional e internacional: em 2015 integrou a seleção “30 under 30” da Forbes Brasil e em 2017 entrou para a seleta lista BoF500 do site britânico Business of Fashion, que elege as personalidades que estão fazendo a diferença no mundo da moda; no ano seguinte lançou seu primeiro livro, “Estúpida, Eu?”, pela editora Intrínseca
j
Voltar ao Topo