Escolha uma opção de navegação: Blog/ Site
Escolha sua navegação: Site / Blog
26 maio 2017 - Por Camila Coutinho
Comentários

E chegou ao fim mais uma temporada em Cannes! Essa viagem foi um pouco mais curtinha que a do ano passado – logo em seguida emendei no lançamento do novo perfume da Bvlgari em Roma! -, mas nem por isso deixou de ser incrível, começando por esse look Elie Saab dos sonhos que já mostrei os detalhes aqui!

Naquele mesmo dia rolou ainda festa da Chopard (& Riri & Bruno Mars, bafo!) e aí fiquei com o pretinho nada básico da coleção de Rapha Mendonça para a Alexandrine, que também assina esse macacão vibes boudoir que usei no Fashion 4 Relief, evento promovido pela Naomi Campbell para arrecadar fundos para causas humanitárias! Olha só como tava mal de tops kkk:

Nem só de red carpet é feito Cannes, então também rolaram muitos looks mais descontraídos – amooo essa pegada casual chic da Riviera Francesa! kkk A gente se sente phyna mesmo com t-shirt e tênis – na verdade com a combinação certa dessas peças isso pode acontecer em qualquer lugar, mas Cannes tem essa magia no ar, você não anda, sai flanando! kkk

Outra coisa que foi surreal nessa viagem foi essa escapada à Grasse a convite da Dior! Fotografei (com Bruna! ♥) para a campanha dos 70 anos do perfume Miss Dior com esse look que desejei desde que vi na passarela!rs Contei mais sobre isso para a Vogue Portugal!

Pra fechar o post, posso falar de uma, aliás, DUAS saudades??

Primeiro esse sorvetinho delícia… BRINKS! kkk essa caroninha singela da Porsche! kkk Se estar em Cannes sempre parece algo surreal, andar pra cima e pra baixo com esse Porsche Panamera foi a cereja do bolo dessa”vida de novela”! hehe

Segunda saudade: maquiar todo dia com o querido Martin Younan com os produtos dessa que é uma das minhas marcas favoritas da vida, a By Terry! Esse Tea To Tan é vida, é tipo um tint bronzeador pra usar tanto no corpo, quanto no rosto, ele “tinge” e seca em segundos, não mancha e fica super natural!

  • E assim foi minha passagem pela 70ª edição do Festival de Cinema de Cannes! Qual foi seu look favorito?

Meus looks em Cannes – resumão!

26 maio 2017
- Por Camila Coutinho
Comentários

E chegou ao fim mais uma temporada em Cannes! Essa viagem foi um pouco mais curtinha que a do ano passado – logo em seguida emendei no lançamento do novo perfume da Bvlgari em Roma! -, mas nem por isso deixou de ser incrível, começando por esse look Elie Saab dos sonhos que já mostrei os detalhes aqui!

Naquele mesmo dia rolou ainda festa da Chopard (& Riri & Bruno Mars, bafo!) e aí fiquei com o pretinho nada básico da coleção de Rapha Mendonça para a Alexandrine, que também assina esse macacão vibes boudoir que usei no Fashion 4 Relief, evento promovido pela Naomi Campbell para arrecadar fundos para causas humanitárias! Olha só como tava mal de tops kkk:

Nem só de red carpet é feito Cannes, então também rolaram muitos looks mais descontraídos – amooo essa pegada casual chic da Riviera Francesa! kkk A gente se sente phyna mesmo com t-shirt e tênis – na verdade com a combinação certa dessas peças isso pode acontecer em qualquer lugar, mas Cannes tem essa magia no ar, você não anda, sai flanando! kkk

Outra coisa que foi surreal nessa viagem foi essa escapada à Grasse a convite da Dior! Fotografei (com Bruna! ♥) para a campanha dos 70 anos do perfume Miss Dior com esse look que desejei desde que vi na passarela!rs Contei mais sobre isso para a Vogue Portugal!

Pra fechar o post, posso falar de uma, aliás, DUAS saudades??

Primeiro esse sorvetinho delícia… BRINKS! kkk essa caroninha singela da Porsche! kkk Se estar em Cannes sempre parece algo surreal, andar pra cima e pra baixo com esse Porsche Panamera foi a cereja do bolo dessa”vida de novela”! hehe

Segunda saudade: maquiar todo dia com o querido Martin Younan com os produtos dessa que é uma das minhas marcas favoritas da vida, a By Terry! Esse Tea To Tan é vida, é tipo um tint bronzeador pra usar tanto no corpo, quanto no rosto, ele “tinge” e seca em segundos, não mancha e fica super natural!

  • E assim foi minha passagem pela 70ª edição do Festival de Cinema de Cannes! Qual foi seu look favorito?
12 maio 2017 - Por Camila Coutinho
Comentários

Difícil pensar no estilo folk sem cair na mesmice, né? Mas a Dior conseguiu! Em sua coleção cruise, apresentada ontem à noite, a maison conseguiu trazer todo um frescor a essa proposta! Mas antes de falar da coleção em si vamos para a “experiência Dior” que envolveu todo o desfile…

Para recepcionar os convidados em Los Angeles alguns dias antes o clima era todo “california girl”, com um Surf Club cheio de atividades lúdicas à beira da praia; para o desfile a atmosfera mudou completamente, tendo como cenário a reserva natural do Cânion Las Virgenes, em Calabasas, onde tendas e balões personalizados ambientaram o desfile da coleção Dior Sauvage.

As tendas abrigavam esses grandes pufes com ponchos que esquentaram os convidados noite adentro! O desfile começou logo após o pôr-do-sol e  Solange Knowles fez um pocket show para encerrar o mega evento!

L.A. + DIOR, chuva de celebs na Fila A, claro!

 

Foto: @jeffthibodeauco

Los Angeles (e arredores) foi escolhida como destino dessa cruise collection como uma forma de celebrar os 60 anos da primeira visita de Christian Dior à cidade e ainda 50 anos de sua histórica primeira coleção de maiôs (fabricada na Califórnia!).

Já o tema Dior Sauvage vem das pinturas rupestres das cavernas de Lascaux, descobertas nos anos 1940. O resultado foram muitas peças de couro pintadas à mão, tons terrosos, tricôs étnicos, jacquards e franjas, mas esqueça o “jeito Coachella” desses elementos, já que aqui eles ganham uma interpretação mais delicada que tem tudo a ver com a estética de Maria Grazia Chiuri – ainda assim vale ressaltar que esta foi a coleção mais fora de sua zona de conforto na Dior até agora!

Sua proposta navajo artsy veio recheada de hits, mas repare também em como a estilista não esqueceu a clássica lady dior em composições com os clássicos blazers acinturados! Aliás, os cintos fininhos que arrematam boa parte das produções também ajudam a trazer essa memória ao longo do desfile!

Da proposta mais folk, no tom caramelo, fechado e com franjas, às opções em tricô combinadas com xadrez p&b, vestidos delicados e tênis (um jeito bem urbano de apostar na peça), o poncho veio como item-chave do desfile! Pra incorporar sem medo ao guarda-roupa de inverno!

E foi também chuva de acessórios-desejo, começando pelas “pulseiras de amizade”, como estão sendo chamados os braceletes usados em “arm party”! A combinação dos lenços (usados como bandanas) com os chapéus também promete inspirar muitos looks por aí –  e não só em festivais; a ideia ainda tem uma bela história por trás: era uma marca registrada da pintora americana Georgia O’Keefe, ícone de estilo e força feminina que inspira Maria Grazia Chiuri!

Nas bolsas, os modelos nessa pegada meio rocker que podem ser carregados como carteira dividem espaço com modelos clássicos que ganham personalidade com alças bem grossas!

Pra fechar, vestidos de festa! Assim como a transparência, a silhueta corset com as alças largas e saia em “A” que Maria Grazia Chiuri ama continuam, mas seu ar sporty com os “elásticos” de outras temporadas dá espaço às aplicações de pedras e tecidos mais delicados! De qualquer forma – mesmo nos vestidos mais rústicos – é aquele bloco do desfile que faz a gente suspirar!

  • Gostaram dessa cruise collection da Dior? Qual foi seu item favorito da coleção?

Dior Cruise: os hits, as celebs, o cenário incrível… tudo que você precisa saber!

12 maio 2017
- Por Camila Coutinho
Comentários

Difícil pensar no estilo folk sem cair na mesmice, né? Mas a Dior conseguiu! Em sua coleção cruise, apresentada ontem à noite, a maison conseguiu trazer todo um frescor a essa proposta! Mas antes de falar da coleção em si vamos para a “experiência Dior” que envolveu todo o desfile…

Para recepcionar os convidados em Los Angeles alguns dias antes o clima era todo “california girl”, com um Surf Club cheio de atividades lúdicas à beira da praia; para o desfile a atmosfera mudou completamente, tendo como cenário a reserva natural do Cânion Las Virgenes, em Calabasas, onde tendas e balões personalizados ambientaram o desfile da coleção Dior Sauvage.

As tendas abrigavam esses grandes pufes com ponchos que esquentaram os convidados noite adentro! O desfile começou logo após o pôr-do-sol e  Solange Knowles fez um pocket show para encerrar o mega evento!

L.A. + DIOR, chuva de celebs na Fila A, claro!

 

Foto: @jeffthibodeauco

Los Angeles (e arredores) foi escolhida como destino dessa cruise collection como uma forma de celebrar os 60 anos da primeira visita de Christian Dior à cidade e ainda 50 anos de sua histórica primeira coleção de maiôs (fabricada na Califórnia!).

Já o tema Dior Sauvage vem das pinturas rupestres das cavernas de Lascaux, descobertas nos anos 1940. O resultado foram muitas peças de couro pintadas à mão, tons terrosos, tricôs étnicos, jacquards e franjas, mas esqueça o “jeito Coachella” desses elementos, já que aqui eles ganham uma interpretação mais delicada que tem tudo a ver com a estética de Maria Grazia Chiuri – ainda assim vale ressaltar que esta foi a coleção mais fora de sua zona de conforto na Dior até agora!

Sua proposta navajo artsy veio recheada de hits, mas repare também em como a estilista não esqueceu a clássica lady dior em composições com os clássicos blazers acinturados! Aliás, os cintos fininhos que arrematam boa parte das produções também ajudam a trazer essa memória ao longo do desfile!

Da proposta mais folk, no tom caramelo, fechado e com franjas, às opções em tricô combinadas com xadrez p&b, vestidos delicados e tênis (um jeito bem urbano de apostar na peça), o poncho veio como item-chave do desfile! Pra incorporar sem medo ao guarda-roupa de inverno!

E foi também chuva de acessórios-desejo, começando pelas “pulseiras de amizade”, como estão sendo chamados os braceletes usados em “arm party”! A combinação dos lenços (usados como bandanas) com os chapéus também promete inspirar muitos looks por aí –  e não só em festivais; a ideia ainda tem uma bela história por trás: era uma marca registrada da pintora americana Georgia O’Keefe, ícone de estilo e força feminina que inspira Maria Grazia Chiuri!

Nas bolsas, os modelos nessa pegada meio rocker que podem ser carregados como carteira dividem espaço com modelos clássicos que ganham personalidade com alças bem grossas!

Pra fechar, vestidos de festa! Assim como a transparência, a silhueta corset com as alças largas e saia em “A” que Maria Grazia Chiuri ama continuam, mas seu ar sporty com os “elásticos” de outras temporadas dá espaço às aplicações de pedras e tecidos mais delicados! De qualquer forma – mesmo nos vestidos mais rústicos – é aquele bloco do desfile que faz a gente suspirar!

  • Gostaram dessa cruise collection da Dior? Qual foi seu item favorito da coleção?
PERFIL
Camila Coutinho
MOST WANTED

Copyright © 2017 - garotasestupidas.com - Todos os direitos reservados
Designed and Created bt Condomínio Network
INSTAGRAM
Copyright © 2017 - garotasestupidas.com - Todos os direitos reservados | Designed and Created bt Condomínio Network