Escolha uma opção de navegação: Blog/ Site
Escolha sua navegação: Site / Blog
25 jul 2016 - Por Camila Coutinho
Comentários

Não é fã dos patches, mas gosta da ideia de personalizar itens do guarda-roupa? Parece que várias celebs também, e por isso caíram de amores por essa jaqueta jeans da Madewell!

jaqueta-jeans-madewell

A marca na verdade tem um “Denim Bar” que oferece a opção de bordar iniciais e nomes em jaquetas e outras peças jeans por apenas US$ 10!

jaqueta-jeans-emma-roberts
Emma Roberts em 3 looks com sua jaquetinha personalizada!

Muito provavelmente Diane Kruger, Emma Roberts e cia. ganharam suas jaquetas, mas é só ver o tanto que tão usando pra comprovar como essa é uma opção bacana de dar um toque pessoal ao look sem todo aquele mix de informações que vem com os patches!

camisa-personalizada

Olivia Palermo também já andou por aí com sua camisa da Rails devidamente “nomeada”! Deu pra notar também que a maioria das celebs aposta na jaqueta personalizada em looks super básicos, mas que aí ganham uma graça com o detalhe.

comentei aqui no blog outras vezes que vejo essa personalização como o “novo luxo”, principalmente no caso de bolsas. Falando assim do jeans o melhor é que é algo super possível para qualquer pessoa, já que realmente basta pegar a jaqueta jeans que você já tem em casa e bordar o que quiser – nomes e iniciais assim mais discretos dão conta do recado com uma boa dose de elegância! Dá até pra tentar com um @ também!rs

Se não tiver você mesma as habilidades pra isso (chama a mãe que colocava nome no uniforme, estojo e tudo mais da escola! kkk) há costureiras e serviços especializados nisso que costumam ser bem em conta! Algumas marcas, como a Armani, também já chegaram a oferecer esse serviço temporariamente em lojas aqui no Brasil.

  • Gostam dessa ideia de bordar o nome no jeans? Comentem!

Cansada dos patches? Essa outra ideia de personalização tá bombando entre as celebs!

25 jul 2016
- Por Camila Coutinho
Comentários

Não é fã dos patches, mas gosta da ideia de personalizar itens do guarda-roupa? Parece que várias celebs também, e por isso caíram de amores por essa jaqueta jeans da Madewell!

jaqueta-jeans-madewell

A marca na verdade tem um “Denim Bar” que oferece a opção de bordar iniciais e nomes em jaquetas e outras peças jeans por apenas US$ 10!

jaqueta-jeans-emma-roberts
Emma Roberts em 3 looks com sua jaquetinha personalizada!

Muito provavelmente Diane Kruger, Emma Roberts e cia. ganharam suas jaquetas, mas é só ver o tanto que tão usando pra comprovar como essa é uma opção bacana de dar um toque pessoal ao look sem todo aquele mix de informações que vem com os patches!

camisa-personalizada

Olivia Palermo também já andou por aí com sua camisa da Rails devidamente “nomeada”! Deu pra notar também que a maioria das celebs aposta na jaqueta personalizada em looks super básicos, mas que aí ganham uma graça com o detalhe.

comentei aqui no blog outras vezes que vejo essa personalização como o “novo luxo”, principalmente no caso de bolsas. Falando assim do jeans o melhor é que é algo super possível para qualquer pessoa, já que realmente basta pegar a jaqueta jeans que você já tem em casa e bordar o que quiser – nomes e iniciais assim mais discretos dão conta do recado com uma boa dose de elegância! Dá até pra tentar com um @ também!rs

Se não tiver você mesma as habilidades pra isso (chama a mãe que colocava nome no uniforme, estojo e tudo mais da escola! kkk) há costureiras e serviços especializados nisso que costumam ser bem em conta! Algumas marcas, como a Armani, também já chegaram a oferecer esse serviço temporariamente em lojas aqui no Brasil.

  • Gostam dessa ideia de bordar o nome no jeans? Comentem!
27 maio 2016 - Por Camila Coutinho
Comentários

montagem_patches

Eles começaram a surgir nos anos 70 como mais uma forma de expressão para uma década que tanto pregava a liberdade; nos anos 90 ganharam perfume pop e cores mais vivas para enfeitar looks moderninhos e agora chegam a 2016 como item de desejo absoluto entre fashionistas: deu pra entender por que os patches definitivamente merecem um lugar no seu coração (e closet)?

A ideia tem muito a ver não só com o revival da década de 1990 (a febre já foi mais forte, mas ainda dá seus respiros), mas também com a ideia da customização como forma de deixar a moda mais exclusiva, mas não necessariamente gastando mais pra isso! Ou seja, vale sua atenção:

montagem_patches1

O street style é uma ótima fonte de inspiração para apostar nos patches – afinal, foi basicamente dele que essa tendência saiu, direto para as passarelas e looks das celebs! Na última São Paulo Fashion Week as aplicações de desenhos divertidos sobre jaquetas e coletes jeans, camisas e até uma bolsa Hermès (coragem!) chamavam a atenção nos corredores da Bienal. Logo nos primeiros dias da semana de moda já deu pra sentir que os patches foram os itens escolhidos para mandar o recado “desencanada, porém fashionista” da temporada! kkk

O mais legal é ver que para entrar na tendência o pessoal está colocando a mão na massa mesmo! Há, claro, a opção de apostar em peças que já vêm com essa “customização” (mais sobre isso abaixo), mas a maioria das pessoas que conversamos por lá tinham caçado seus “adesivos” em lugares como a Rua 25 de março, Galeria do Rock (ambos em SP), armarinhos, sites em conta…

No final, é uma moda na qual a label, de fato, não conta! A não ser por modelos muito específicos de algumas grifes, você nem consegue dizer se a peça foi personalizada em casa ou comprada assim mesmo. Fora que colocar a criatividade em jogo ainda é uma ótima forma de resgatar aquela jaqueta que andava esquecida no armário hein?

montagem_patches2

A lista de marcas que se jogaram na tendência dos patches é longa (e babado): Gucci, 3.1 Phillip Lim, Dries Van Noten, DKNY, Alice and Olivia… E logo elas tiveram suas criações desfiladas por aí por celebs Beyoncé (e Blue Ivy!), Dakota Johnson, Rihanna, Cara Delevingne e por aí vai…

Por aqui, a Not Your Basic Denim é “o” nome quando pensamos em jeans customizados prontos – e isso vai de silks e paetês a, claro, muitos patches! A Vida Bela também fez sucesso com uma coleção assim (eu já usei, inclusive!).

Lembro de ter feito uma pesquisa sobre patches no final do ano passado e encontrei poucos lugares para comprar por aqui – a Ziovara foi uma delas. Mas agora… pode dizer que a coisa pegou mesmo, porque as opções de “patches prontos” estão bombando nas araras de lojas fast fashion, como Renner, C&A, Riachuelo e Zara!

Pra quem quer patches estilo “faça você mesmo”, dá pra encontrar muitos “adesivos” bacanas pela Amazon, Etsy e Urban Outfitters – é só não ter pressa pela chegada da encomenda – e caçar armarinhos como esse Objetiva Bordados!

montagem_patches3

Bom, um dos motivos que me fez olhar (ainda) mais para essa tendência foi esse editorial que cliquei para a Elle de maio! Além das ideias de styling a revista também veio com os patches de brinde para que as leitoras pudessem deixar a imaginação correr solta!

Pra quem ainda tem dúvida sobre esse processo de aplicação dos patches termocolantes, um resuminho: para fixá-los basta pressionar o ferro elétrico sobre o desenho por cerca de 10 segundos; o ideal é separar um retalho de tecido de algodão para colocar entre o ferro e o patch, protegendo-o do calor. Aliás, fique esperta com a temperatura dele: 180°C para poliéster e 200°C para algodão.

  • É isso! Gostaram desse “patches report”? kkkk Quem aí já tá usando? E como? Contem aqui nos comentários!

 

We love patches: looks de street style, quem faz e mais dicas para apostar!

27 maio 2016
- Por Camila Coutinho
Comentários

montagem_patches

Eles começaram a surgir nos anos 70 como mais uma forma de expressão para uma década que tanto pregava a liberdade; nos anos 90 ganharam perfume pop e cores mais vivas para enfeitar looks moderninhos e agora chegam a 2016 como item de desejo absoluto entre fashionistas: deu pra entender por que os patches definitivamente merecem um lugar no seu coração (e closet)?

A ideia tem muito a ver não só com o revival da década de 1990 (a febre já foi mais forte, mas ainda dá seus respiros), mas também com a ideia da customização como forma de deixar a moda mais exclusiva, mas não necessariamente gastando mais pra isso! Ou seja, vale sua atenção:

montagem_patches1

O street style é uma ótima fonte de inspiração para apostar nos patches – afinal, foi basicamente dele que essa tendência saiu, direto para as passarelas e looks das celebs! Na última São Paulo Fashion Week as aplicações de desenhos divertidos sobre jaquetas e coletes jeans, camisas e até uma bolsa Hermès (coragem!) chamavam a atenção nos corredores da Bienal. Logo nos primeiros dias da semana de moda já deu pra sentir que os patches foram os itens escolhidos para mandar o recado “desencanada, porém fashionista” da temporada! kkk

O mais legal é ver que para entrar na tendência o pessoal está colocando a mão na massa mesmo! Há, claro, a opção de apostar em peças que já vêm com essa “customização” (mais sobre isso abaixo), mas a maioria das pessoas que conversamos por lá tinham caçado seus “adesivos” em lugares como a Rua 25 de março, Galeria do Rock (ambos em SP), armarinhos, sites em conta…

No final, é uma moda na qual a label, de fato, não conta! A não ser por modelos muito específicos de algumas grifes, você nem consegue dizer se a peça foi personalizada em casa ou comprada assim mesmo. Fora que colocar a criatividade em jogo ainda é uma ótima forma de resgatar aquela jaqueta que andava esquecida no armário hein?

montagem_patches2

A lista de marcas que se jogaram na tendência dos patches é longa (e babado): Gucci, 3.1 Phillip Lim, Dries Van Noten, DKNY, Alice and Olivia… E logo elas tiveram suas criações desfiladas por aí por celebs Beyoncé (e Blue Ivy!), Dakota Johnson, Rihanna, Cara Delevingne e por aí vai…

Por aqui, a Not Your Basic Denim é “o” nome quando pensamos em jeans customizados prontos – e isso vai de silks e paetês a, claro, muitos patches! A Vida Bela também fez sucesso com uma coleção assim (eu já usei, inclusive!).

Lembro de ter feito uma pesquisa sobre patches no final do ano passado e encontrei poucos lugares para comprar por aqui – a Ziovara foi uma delas. Mas agora… pode dizer que a coisa pegou mesmo, porque as opções de “patches prontos” estão bombando nas araras de lojas fast fashion, como Renner, C&A, Riachuelo e Zara!

Pra quem quer patches estilo “faça você mesmo”, dá pra encontrar muitos “adesivos” bacanas pela Amazon, Etsy e Urban Outfitters – é só não ter pressa pela chegada da encomenda – e caçar armarinhos como esse Objetiva Bordados!

montagem_patches3

Bom, um dos motivos que me fez olhar (ainda) mais para essa tendência foi esse editorial que cliquei para a Elle de maio! Além das ideias de styling a revista também veio com os patches de brinde para que as leitoras pudessem deixar a imaginação correr solta!

Pra quem ainda tem dúvida sobre esse processo de aplicação dos patches termocolantes, um resuminho: para fixá-los basta pressionar o ferro elétrico sobre o desenho por cerca de 10 segundos; o ideal é separar um retalho de tecido de algodão para colocar entre o ferro e o patch, protegendo-o do calor. Aliás, fique esperta com a temperatura dele: 180°C para poliéster e 200°C para algodão.

  • É isso! Gostaram desse “patches report”? kkkk Quem aí já tá usando? E como? Contem aqui nos comentários!

 

PERFIL
Camila Coutinho
MOST WANTED

Copyright © 2017 - garotasestupidas.com - Todos os direitos reservados
Designed and Created bt Condomínio Network
INSTAGRAM
Copyright © 2017 - garotasestupidas.com - Todos os direitos reservados | Designed and Created bt Condomínio Network