Escolha uma opção de navegação: Blog/ Site
Escolha sua navegação: Site / Blog
27 set 2012 - Por Sthefany Passos
Comentários

Eu queria poder visitar cidades sempre acompanhada por pessoas da região. Guias de viagem e revistas sobre o tema tem o seu valor, mas não há nada como aproveitar o lugar sob a ótica de quem mora ali e sabe cada detalhe, cada canto legal para conhecer. A gente sempre lê coisas sobre Buenos Aires, até cansa de ver, mas, pra mim, não teve nada como fazer um tour gastronômico com gente que é da terra! hehe Na minha trip para conhecer a fábrica da Absurda, tive a oportunidade de conhecer dois lugares da cidade e gostei tanto que tinha que vir aqui contar a experiência.

A primeira delas é o hotel em que fiquei hospedada, ou mais exatamente o seu restaurante! O Awwa Suites & Spa já é incrível por si só em questões de hospedagem (as suítes são enoormes, tem até bancada com um pequeno cooktop, ideal para quem vai passar temporadas mais longas lá!), mas o restaurante é o melhor lugar para quem quer passar uma tarde longe da dieta e comer os melhores doces! O brownie de chocolate com doce de leite (custou 24 pesos, caro pra um brownie, mas vale experimentar!!) é, facilmente, o melhor brownie que já comi na minha vida! No menu, também tem cheesecakes e todos os tipos de tortas imagináveis. E é aberto a não-hóspedes!

A segunda experiência legal foi o bar 878, que foi uma surpresa total! Entramos em uma van rumo ao lugar que iríamos jantar, e quando chegamos ao 878 fiquei pensando “ué? A gente já chegou? Por que estamos descendo da van?” (desnorteada feelings hehehe). Mas a verdade é que a fachada do 878 parece uma casa comum, sem muita sinalização ou movimento. As portas (que estão na foto ali em cima!) ficam fechadas com um segurança na frente e você não tem ideia de que o 13º melhor bar do mundo está escondido ali dentro! Não costumo beber (não largo a Coca-Cola!) mas não pude deixar de pedir um drink pra contar a história né? Pedi um Belini (Chandon com Maracujá, delícia!) enquanto beliscava os pãezinhos que eles servem como uma das entradinhas. O clima do lugar é bastante intimista (iluminação baixa, paredes de tijolos bem rústica, adorei!!!), achei incrível.

Para quem vai a Buenos Aires vale muito conhecer esses dois lugares!!!

SERVIÇO:

Awwa Suites & Spa – Lafinur 3370 – Palermo – Buenos Aires

878 Bar – Thames 878 – Villa Crespo – Buenos Aires

 

Restaurantes em Buenos Aires!

27 set 2012
- Por Sthefany Passos
Comentários

Eu queria poder visitar cidades sempre acompanhada por pessoas da região. Guias de viagem e revistas sobre o tema tem o seu valor, mas não há nada como aproveitar o lugar sob a ótica de quem mora ali e sabe cada detalhe, cada canto legal para conhecer. A gente sempre lê coisas sobre Buenos Aires, até cansa de ver, mas, pra mim, não teve nada como fazer um tour gastronômico com gente que é da terra! hehe Na minha trip para conhecer a fábrica da Absurda, tive a oportunidade de conhecer dois lugares da cidade e gostei tanto que tinha que vir aqui contar a experiência.

A primeira delas é o hotel em que fiquei hospedada, ou mais exatamente o seu restaurante! O Awwa Suites & Spa já é incrível por si só em questões de hospedagem (as suítes são enoormes, tem até bancada com um pequeno cooktop, ideal para quem vai passar temporadas mais longas lá!), mas o restaurante é o melhor lugar para quem quer passar uma tarde longe da dieta e comer os melhores doces! O brownie de chocolate com doce de leite (custou 24 pesos, caro pra um brownie, mas vale experimentar!!) é, facilmente, o melhor brownie que já comi na minha vida! No menu, também tem cheesecakes e todos os tipos de tortas imagináveis. E é aberto a não-hóspedes!

A segunda experiência legal foi o bar 878, que foi uma surpresa total! Entramos em uma van rumo ao lugar que iríamos jantar, e quando chegamos ao 878 fiquei pensando “ué? A gente já chegou? Por que estamos descendo da van?” (desnorteada feelings hehehe). Mas a verdade é que a fachada do 878 parece uma casa comum, sem muita sinalização ou movimento. As portas (que estão na foto ali em cima!) ficam fechadas com um segurança na frente e você não tem ideia de que o 13º melhor bar do mundo está escondido ali dentro! Não costumo beber (não largo a Coca-Cola!) mas não pude deixar de pedir um drink pra contar a história né? Pedi um Belini (Chandon com Maracujá, delícia!) enquanto beliscava os pãezinhos que eles servem como uma das entradinhas. O clima do lugar é bastante intimista (iluminação baixa, paredes de tijolos bem rústica, adorei!!!), achei incrível.

Para quem vai a Buenos Aires vale muito conhecer esses dois lugares!!!

SERVIÇO:

Awwa Suites & Spa – Lafinur 3370 – Palermo – Buenos Aires

878 Bar – Thames 878 – Villa Crespo – Buenos Aires

 

06 jul 2012 - Por Camila Coutinho
Comentários

Aposto que a maioria das meninas que viaja pra Buenos Aires e se joga no consumo da Galerias Pacífico e afins já deve ter notado uma loja em comum: a Paula Cahen D’Anvers. A marca argentina existe desde 1994 e está presente em mais 5 países da América Latina. Tem loja no Peru, Bolívia, Chile, Paraguai e finalmente no Brasil, lá no Shopping JK!

Lembro que na primeira vez que fui em Buenos Aires me decepcionei um pouco com a moda feminina, achei tudo muito igual e tals. Mas na minha última visita (com a MuMM, lembram?) fiquei maluca querendo comprar mil coisas e mudei (pra muito melhor!) minha opinião sobre a moda de lá, tão charmosa quanto o estilo das mocinhas argentinas. E a Paula Cahen é, com certeza, uma das marcas que mais valem a pena conferir!

Giuliana Torre (gente boaa, amei conhecer!!) e eu na loja!

Semana passada, Giu Torre, responsável por trazer a PCDA pro Brasil, me convidou pra conhecer a loja do JK, ver os produtos de perto e eleger os meus favoritos! Uma coisa que eu já amei de cara é que eles são experts em fazer roupa básica muito boa.

Camisas, camisetas, regatas, jeans, alfaiataria etc. Tudo que a gente usa no dia a dia está lá em ótimos materiais e modelagens muito descoladas. Como estamos todas em um momento “camisa” muito forte, meu destaque vai pra essas benditas! hehe Show o modelo de seda com bolsos, levei 2 pra casa…

Outra coisa massa é o tipo de algodão que eles usam. Se chama Pima, vem lá do Peru e tem o toque mais gostoso ever, a calça de oncinha que eu tô na foto é uma coisa deliciosa, parece pijaminha de bebê sabe? Mesmo tecido da regata mullet perfeita, que tem em várias cores e é aquele curinga que a gente ama.

E pra finalizar, mais uma ótima notícia pra nós consumidoras: com os atrasos na inauguração do JK, a loja já abriu em liquidação! Os descontos são progressivos e começam a partir de 30% off (2 peças ficam com 40% off e a partir de 3 50% off!). Fica tudo com preço MUITO bom. Vale a pena passar lá e montar o guarda-roupa básico dos sonhos! #ficaadica

PS: Pra quem já me perguntou no Instagram, veio a linha de criança também hein!?

Passeio na Paula Cahen D’Anvers!

06 jul 2012
- Por Camila Coutinho
Comentários

Aposto que a maioria das meninas que viaja pra Buenos Aires e se joga no consumo da Galerias Pacífico e afins já deve ter notado uma loja em comum: a Paula Cahen D’Anvers. A marca argentina existe desde 1994 e está presente em mais 5 países da América Latina. Tem loja no Peru, Bolívia, Chile, Paraguai e finalmente no Brasil, lá no Shopping JK!

Lembro que na primeira vez que fui em Buenos Aires me decepcionei um pouco com a moda feminina, achei tudo muito igual e tals. Mas na minha última visita (com a MuMM, lembram?) fiquei maluca querendo comprar mil coisas e mudei (pra muito melhor!) minha opinião sobre a moda de lá, tão charmosa quanto o estilo das mocinhas argentinas. E a Paula Cahen é, com certeza, uma das marcas que mais valem a pena conferir!

Giuliana Torre (gente boaa, amei conhecer!!) e eu na loja!

Semana passada, Giu Torre, responsável por trazer a PCDA pro Brasil, me convidou pra conhecer a loja do JK, ver os produtos de perto e eleger os meus favoritos! Uma coisa que eu já amei de cara é que eles são experts em fazer roupa básica muito boa.

Camisas, camisetas, regatas, jeans, alfaiataria etc. Tudo que a gente usa no dia a dia está lá em ótimos materiais e modelagens muito descoladas. Como estamos todas em um momento “camisa” muito forte, meu destaque vai pra essas benditas! hehe Show o modelo de seda com bolsos, levei 2 pra casa…

Outra coisa massa é o tipo de algodão que eles usam. Se chama Pima, vem lá do Peru e tem o toque mais gostoso ever, a calça de oncinha que eu tô na foto é uma coisa deliciosa, parece pijaminha de bebê sabe? Mesmo tecido da regata mullet perfeita, que tem em várias cores e é aquele curinga que a gente ama.

E pra finalizar, mais uma ótima notícia pra nós consumidoras: com os atrasos na inauguração do JK, a loja já abriu em liquidação! Os descontos são progressivos e começam a partir de 30% off (2 peças ficam com 40% off e a partir de 3 50% off!). Fica tudo com preço MUITO bom. Vale a pena passar lá e montar o guarda-roupa básico dos sonhos! #ficaadica

PS: Pra quem já me perguntou no Instagram, veio a linha de criança também hein!?

31 jan 2012 - Por Sthefany Passos
Comentários

Cami embarcou para BsAs há alguns meses (quem não viu clica aqui!) e por coincidência a cidade portenha também era meu destino para passar uma semaninha relax depois de um ano corrido no fim de 2011. Eu não conhecida a capital, passei horas lendo as dicas da Cami aqui no GE sobre os melhores lugares para ir e embarquei empenhada em trazer um roteirinho atualizado e cheio de dica boa para quem está de malas prontas pra visitar a terra dos hermanos!

Quando se fala em compras em Buenos Aires, o primeiro endereço que vem na cabeça é a Calle Florida. É uma rua imeensa, bem centrão mesmo, como uma 25 de março mais arrumada! Para quem gosta de bater perna e não se importa com o assédio dos vendedores de rua ou em entrar em várias lojas para conseguir melhores preços, lá com certeza é o lugar.

O engraçado é que é nessa mesma rua que fica um dos shoppings mais sofisticados de Buenos Aires, o Galerias Pacifico, que é requintado desde a decoração interna, com vários murais de artistas portenhos (para as meninas de Recife, imaginem um Paço Alfândega bem mais badalado!), até as brands que são vendidas por lá.

A gente encontra MAC, Chanel, Bobbi Brown, sem contar os infinitos quiosques com produtos Clinique, Revlon, L’Oréal… a questão é que os preços são, muitas vezes, semelhantes ao do Brasil convertidos em pesos. Um batom MAC na Sack’s, por exemplo, sai por R$75, enquanto lá encontrei alguns por $135. Com a cotação, lá o batom custaria quase R$70, então a diferença é pouca e não vale muito a pena. O mesmo vale para as outras marcas.  O ponto alto é que lá tem a Bobbi Brown, que a gente não vê no freeshop.

Outro lugar que eu achei muito legal para fazer compras é a Falabella. É uma loja imeeeensa de departamentos, como uma Macy’s, tem de tudo um pouco! Foi onde encontrei a maior variedade de perfumes e cosméticos em geral (sem contar o freeshop, tá?), tem até stand da MAC lá dentro, além de Dior, Chanel, Lancôme, todas essas marcas que a gente gosta ao lado de alguns nomes locais. O probleminha é que os preços são praticamente os mesmos do Brasil, como acontece nas Galerias Pacífico. O ponto alto é a variedade meeesmo.

O que mais gostei por lá foram as centenas de Farmacity‘s espalhadas pela cidade! É uma farmácia muito rica, completinha com produtos de make up de marcas como Revlon, Maybelline, Emolan e Rimmel London. E os preços são ótimos! Dá para deixar muitos pesos por lá e sair feliz! Muito muito bom mesmo, sem contar as marcas de produtos para cabelos, como a TRESemmé. É o lugar certo para parar, fuçar as prateleiras e levar muitas coisinhas boas para casa!

Mas ai vocês me perguntam: “Sthefany, e o freeshop?!”

Nessa viagem passei por três freeshops diferentes, o de Guarulhos, o de Buenos Aires (Aeroporto de Ezeiza!) e o do Rio de Janeiro (Galeão). Sem discussão, o de Buenos Aires é o melhor de todos! É imeenso, a quantidade de marcas é gigantesca (lá tem The Body Shop, Bath & Body Works e Kiehl’s, por exemplo, marcas que não vemos nas lojas brasileiras) e você fica até sem saber o que vai olhar primeiro. Sem contar que tem uma loja exclusiva da Victoria’s Secret lá, com muitos cremes, body butter, perfumes e até lingerie! Bom demais!

O freeshop do Galeão estava meio pobre, com prateleiras vazias (sim!!!), e foi meio decepcionante, mas o de Guarulhos também é bem bom, só é menor que o de Ezeiza. Acho que o freeshop é o lugar para garantir maquiagens mais luxuosas e perfumes, porque a diferença de preço é grande (paguei US$15 em um batom da MAC!!).

Então, é bem isso. Depois farei um post com algumas das coisinhas que comprei, tenho produtos para indicar! Espero que tenha tirado todas as dúvidas, e se alguém ainda tiver perguntas, é só se jogar aí nos comentários!

 

Tags
Comente Aqui

Compras de beleza em Buenos Aires!

31 jan 2012
- Por Sthefany Passos
Comentários

Cami embarcou para BsAs há alguns meses (quem não viu clica aqui!) e por coincidência a cidade portenha também era meu destino para passar uma semaninha relax depois de um ano corrido no fim de 2011. Eu não conhecida a capital, passei horas lendo as dicas da Cami aqui no GE sobre os melhores lugares para ir e embarquei empenhada em trazer um roteirinho atualizado e cheio de dica boa para quem está de malas prontas pra visitar a terra dos hermanos!

Quando se fala em compras em Buenos Aires, o primeiro endereço que vem na cabeça é a Calle Florida. É uma rua imeensa, bem centrão mesmo, como uma 25 de março mais arrumada! Para quem gosta de bater perna e não se importa com o assédio dos vendedores de rua ou em entrar em várias lojas para conseguir melhores preços, lá com certeza é o lugar.

O engraçado é que é nessa mesma rua que fica um dos shoppings mais sofisticados de Buenos Aires, o Galerias Pacifico, que é requintado desde a decoração interna, com vários murais de artistas portenhos (para as meninas de Recife, imaginem um Paço Alfândega bem mais badalado!), até as brands que são vendidas por lá.

A gente encontra MAC, Chanel, Bobbi Brown, sem contar os infinitos quiosques com produtos Clinique, Revlon, L’Oréal… a questão é que os preços são, muitas vezes, semelhantes ao do Brasil convertidos em pesos. Um batom MAC na Sack’s, por exemplo, sai por R$75, enquanto lá encontrei alguns por $135. Com a cotação, lá o batom custaria quase R$70, então a diferença é pouca e não vale muito a pena. O mesmo vale para as outras marcas.  O ponto alto é que lá tem a Bobbi Brown, que a gente não vê no freeshop.

Outro lugar que eu achei muito legal para fazer compras é a Falabella. É uma loja imeeeensa de departamentos, como uma Macy’s, tem de tudo um pouco! Foi onde encontrei a maior variedade de perfumes e cosméticos em geral (sem contar o freeshop, tá?), tem até stand da MAC lá dentro, além de Dior, Chanel, Lancôme, todas essas marcas que a gente gosta ao lado de alguns nomes locais. O probleminha é que os preços são praticamente os mesmos do Brasil, como acontece nas Galerias Pacífico. O ponto alto é a variedade meeesmo.

O que mais gostei por lá foram as centenas de Farmacity‘s espalhadas pela cidade! É uma farmácia muito rica, completinha com produtos de make up de marcas como Revlon, Maybelline, Emolan e Rimmel London. E os preços são ótimos! Dá para deixar muitos pesos por lá e sair feliz! Muito muito bom mesmo, sem contar as marcas de produtos para cabelos, como a TRESemmé. É o lugar certo para parar, fuçar as prateleiras e levar muitas coisinhas boas para casa!

Mas ai vocês me perguntam: “Sthefany, e o freeshop?!”

Nessa viagem passei por três freeshops diferentes, o de Guarulhos, o de Buenos Aires (Aeroporto de Ezeiza!) e o do Rio de Janeiro (Galeão). Sem discussão, o de Buenos Aires é o melhor de todos! É imeenso, a quantidade de marcas é gigantesca (lá tem The Body Shop, Bath & Body Works e Kiehl’s, por exemplo, marcas que não vemos nas lojas brasileiras) e você fica até sem saber o que vai olhar primeiro. Sem contar que tem uma loja exclusiva da Victoria’s Secret lá, com muitos cremes, body butter, perfumes e até lingerie! Bom demais!

O freeshop do Galeão estava meio pobre, com prateleiras vazias (sim!!!), e foi meio decepcionante, mas o de Guarulhos também é bem bom, só é menor que o de Ezeiza. Acho que o freeshop é o lugar para garantir maquiagens mais luxuosas e perfumes, porque a diferença de preço é grande (paguei US$15 em um batom da MAC!!).

Então, é bem isso. Depois farei um post com algumas das coisinhas que comprei, tenho produtos para indicar! Espero que tenha tirado todas as dúvidas, e se alguém ainda tiver perguntas, é só se jogar aí nos comentários!

 

10 dez 2011 - Por Camila Coutinho
Comentários

Parece que não acaba o assunto dessa viagem de Buenos Aires né?! hehe A trip rendeu mesmo, mas esse post não é sobre empanadas, nem Puerto Madero. É sobre malas de mão! Com tanta blogueira junta viajando pra lá e pra cá, notei que todas carregavam no avião a sua malinha com conteúdo inseparável e que vai bem além do laptop viu? hehe

O plano era fotografar o recheio de cada uma, mas na correria não deu tempo! Então cliquei a minha ao chegar em casa e pedi pra Thássia fazer o mesmo! Engraçado que eu e ela usamos Kipling e amamos! Leve, prática e resistente. Bora xeretar então?

A história da Kipling é engraçada. Eu usei na época do colégio e agora ,em tempos de blogueira, precisava de uma malinha pra levar o laptop no avião. Fui pegando a da minha irmã Marcela emprestada, até me apossei totalmente. Aí ela me deu um ultimato: “Devolve meu carrinho pentelha, não aguento mais levar livro na mão!” kkkk. Aí comprei essa lilás, mesmo modelo que a vermelha dela. Adoro! Aguenta muito o tranco das viagens…

Outra coisa que eu não vivo sem na hora de voar é o tal do travesseirinho Fom. Não costumava dormir em avião, até que ganhei um quadradinho de zebra do ECloset. Falei tanto, mas tanto no twitter, que a Fom me mandou um novo, esse aí da foto. É dos deuses, mal sentei no meu lugar e já tô pegando no sono, as vezes antes mesmo de decolar!

Outro item que é conforto puro e eu levo em vôos mais longos é a sapatilha Ballasox. De tão gostosa que é, parece uma meia! Sério mesmo, muito show pra ficar circulando no avião sem nada apertando e manter os pézinhos aquecidos. Por outro lado, também é resistente pra enfrentar a rua e bater perna durante o dia todo, bom investimento!

Pra proteger o laptop/filho, capinha Balenciaga inspired de neoprene da Lax Store. O lenço também é uma boa, sempre passo frio e já se foram os bons tempos que qualquer vôo de meia hora tinha o combo sucesso travesseirinho + cobertor! hehe Quem lembra?

CLOSE – Meu Fom novo () e as sapatilhas Ballasox fora do saquinho!

De  tranqueirinhas menores ,além da revista Seventeen, levo um nécessaire com maquiagens básicas. Nessa tem o M.A.C Fix, um gloss, o benetint pra dar uma carinha de saúde (ou tipo “ai tô nova em folha, vim de primeira classe baby!”) e o rímel BadLash, que eu nem amo tanto, mas dá pra deixar assim na reserva.

Na mesma bolsinha (que é da Victoria’s Secret, por sinal! hehe), ainda vão algumas balinhas pra não rolar bafinho de sanduíche da TAM de peito de peru light (já enjoei, muda aê o cardápio gente!) e uma cartela de remédio pra gripe. Nunca se sabe né? Carregador de laptop, adaptador de tomada universal e um cadeado extra também são essenciais…

Ah! Tem também a minha capinha de passaporte de perigueti, toda de oncinha! É da VS também, linda né? Eu adoro, apesar de Diego brincar que qualquer dia desses eu serei barrada na hora de entrar no país! kkk Comprei no freeshop de Guarulhos tá? Sempre tem no corner da D. Victória!

PS: Não esqueçam de votar em mim na batalha de blogueiras da Marisa hein? A votação tá mais apertada que calça da Gang recém lavada! kkkk www.voudemarisa.com.br/boas-ideias

-Querem ver o que tem na mala da Thássia Naves?! Clica aê!

(mais…)

O que levar na mala de mão?!

10 dez 2011
- Por Camila Coutinho
Comentários

Parece que não acaba o assunto dessa viagem de Buenos Aires né?! hehe A trip rendeu mesmo, mas esse post não é sobre empanadas, nem Puerto Madero. É sobre malas de mão! Com tanta blogueira junta viajando pra lá e pra cá, notei que todas carregavam no avião a sua malinha com conteúdo inseparável e que vai bem além do laptop viu? hehe

O plano era fotografar o recheio de cada uma, mas na correria não deu tempo! Então cliquei a minha ao chegar em casa e pedi pra Thássia fazer o mesmo! Engraçado que eu e ela usamos Kipling e amamos! Leve, prática e resistente. Bora xeretar então?

A história da Kipling é engraçada. Eu usei na época do colégio e agora ,em tempos de blogueira, precisava de uma malinha pra levar o laptop no avião. Fui pegando a da minha irmã Marcela emprestada, até me apossei totalmente. Aí ela me deu um ultimato: “Devolve meu carrinho pentelha, não aguento mais levar livro na mão!” kkkk. Aí comprei essa lilás, mesmo modelo que a vermelha dela. Adoro! Aguenta muito o tranco das viagens…

Outra coisa que eu não vivo sem na hora de voar é o tal do travesseirinho Fom. Não costumava dormir em avião, até que ganhei um quadradinho de zebra do ECloset. Falei tanto, mas tanto no twitter, que a Fom me mandou um novo, esse aí da foto. É dos deuses, mal sentei no meu lugar e já tô pegando no sono, as vezes antes mesmo de decolar!

Outro item que é conforto puro e eu levo em vôos mais longos é a sapatilha Ballasox. De tão gostosa que é, parece uma meia! Sério mesmo, muito show pra ficar circulando no avião sem nada apertando e manter os pézinhos aquecidos. Por outro lado, também é resistente pra enfrentar a rua e bater perna durante o dia todo, bom investimento!

Pra proteger o laptop/filho, capinha Balenciaga inspired de neoprene da Lax Store. O lenço também é uma boa, sempre passo frio e já se foram os bons tempos que qualquer vôo de meia hora tinha o combo sucesso travesseirinho + cobertor! hehe Quem lembra?

CLOSE – Meu Fom novo () e as sapatilhas Ballasox fora do saquinho!

De  tranqueirinhas menores ,além da revista Seventeen, levo um nécessaire com maquiagens básicas. Nessa tem o M.A.C Fix, um gloss, o benetint pra dar uma carinha de saúde (ou tipo “ai tô nova em folha, vim de primeira classe baby!”) e o rímel BadLash, que eu nem amo tanto, mas dá pra deixar assim na reserva.

Na mesma bolsinha (que é da Victoria’s Secret, por sinal! hehe), ainda vão algumas balinhas pra não rolar bafinho de sanduíche da TAM de peito de peru light (já enjoei, muda aê o cardápio gente!) e uma cartela de remédio pra gripe. Nunca se sabe né? Carregador de laptop, adaptador de tomada universal e um cadeado extra também são essenciais…

Ah! Tem também a minha capinha de passaporte de perigueti, toda de oncinha! É da VS também, linda né? Eu adoro, apesar de Diego brincar que qualquer dia desses eu serei barrada na hora de entrar no país! kkk Comprei no freeshop de Guarulhos tá? Sempre tem no corner da D. Victória!

PS: Não esqueçam de votar em mim na batalha de blogueiras da Marisa hein? A votação tá mais apertada que calça da Gang recém lavada! kkkk www.voudemarisa.com.br/boas-ideias

-Querem ver o que tem na mala da Thássia Naves?! Clica aê!

(mais…)

PERFIL
Camila Coutinho
MOST WANTED

Copyright © 2018 - garotasestupidas.com - Todos os direitos reservados
Designed and Created bt Condomínio Network
INSTAGRAM
Copyright © 2018 - garotasestupidas.com - Todos os direitos reservados | Designed and Created bt Condomínio Network