Alt+Shift+c Ir para o conteúdo Alt+Shift+m Ir para o menu Alt+Shift+b Ir para a busca Alt+Shift+f Ir para o roda-pé

Garotas Estúpidas por Camila Coutinho

Dicas de viagem

10 dez

2011

O que levar na mala de mão?!

por Camila

Parece que não acaba o assunto dessa viagem de Buenos Aires né?! hehe A trip rendeu mesmo, mas esse post não é sobre empanadas, nem Puerto Madero. É sobre malas de mão! Com tanta blogueira junta viajando pra lá e pra cá, notei que todas carregavam no avião a sua malinha com conteúdo inseparável e que vai bem além do laptop viu? hehe

O plano era fotografar o recheio de cada uma, mas na correria não deu tempo! Então cliquei a minha ao chegar em casa e pedi pra Thássia fazer o mesmo! Engraçado que eu e ela usamos Kipling e amamos! Leve, prática e resistente. Bora xeretar então?

A história da Kipling é engraçada. Eu usei na época do colégio e agora ,em tempos de blogueira, precisava de uma malinha pra levar o laptop no avião. Fui pegando a da minha irmã Marcela emprestada, até me apossei totalmente. Aí ela me deu um ultimato: “Devolve meu carrinho pentelha, não aguento mais levar livro na mão!” kkkk. Aí comprei essa lilás, mesmo modelo que a vermelha dela. Adoro! Aguenta muito o tranco das viagens…

Outra coisa que eu não vivo sem na hora de voar é o tal do travesseirinho Fom. Não costumava dormir em avião, até que ganhei um quadradinho de zebra do ECloset. Falei tanto, mas tanto no twitter, que a Fom me mandou um novo, esse aí da foto. É dos deuses, mal sentei no meu lugar e já tô pegando no sono, as vezes antes mesmo de decolar!

Outro item que é conforto puro e eu levo em vôos mais longos é a sapatilha Ballasox. De tão gostosa que é, parece uma meia! Sério mesmo, muito show pra ficar circulando no avião sem nada apertando e manter os pézinhos aquecidos. Por outro lado, também é resistente pra enfrentar a rua e bater perna durante o dia todo, bom investimento!

Pra proteger o laptop/filho, capinha Balenciaga inspired de neoprene da Lax Store. O lenço também é uma boa, sempre passo frio e já se foram os bons tempos que qualquer vôo de meia hora tinha o combo sucesso travesseirinho + cobertor! hehe Quem lembra?

CLOSE - Meu Fom novo () e as sapatilhas Ballasox fora do saquinho!

De  tranqueirinhas menores ,além da revista Seventeen, levo um nécessaire com maquiagens básicas. Nessa tem o M.A.C Fix, um gloss, o benetint pra dar uma carinha de saúde (ou tipo “ai tô nova em folha, vim de primeira classe baby!”) e o rímel BadLash, que eu nem amo tanto, mas dá pra deixar assim na reserva.

Na mesma bolsinha (que é da Victoria’s Secret, por sinal! hehe), ainda vão algumas balinhas pra não rolar bafinho de sanduíche da TAM de peito de peru light (já enjoei, muda aê o cardápio gente!) e uma cartela de remédio pra gripe. Nunca se sabe né? Carregador de laptop, adaptador de tomada universal e um cadeado extra também são essenciais…

Ah! Tem também a minha capinha de passaporte de perigueti, toda de oncinha! É da VS também, linda né? Eu adoro, apesar de Diego brincar que qualquer dia desses eu serei barrada na hora de entrar no país! kkk Comprei no freeshop de Guarulhos tá? Sempre tem no corner da D. Victória!

PS: Não esqueçam de votar em mim na batalha de blogueiras da Marisa hein? A votação tá mais apertada que calça da Gang recém lavada! kkkk www.voudemarisa.com.br/boas-ideias

-Querem ver o que tem na mala da Thássia Naves?! Clica aê!

(mais…)

Tags:


Comenta, fia:75
09 dez

2011

Avellaneda – Bom Retiro de BsAs!

por Camila

Todo mundo gosta de uma boa pechincha, certo? Eu mesma considero garimpar um dos meus “esportes” favoritos (depois de jogar Nintendo Wii, claro.) e já perdi as contas de quantas vezes fui no Bom Retiro/25 de março atrás de achadinhos. Tenho até que marcar uma nova ronda quanto tiver um tempinho em SP…

Aqui na Argentina, tenho 2 amigas brasileiras que moram em Buenos Aires há 3 anos e estudam moda, então já conhecem bem as marcas legais ou os “esconderijos” que valem a pena. 

No último dia de viagem ,antes de ir pro aeroporto, fui com uma delas conhecer rapidinho a avenida Avellaneda, que é tipo um Bom Retiro argentino. O esquema é o mesmo: um monte de lojas juntas, “calles” lotadas de compradores e seus carrinhos e bastante coisa misturada. Mas tinham algumas roupas super bonitinhas e com preços inacreditáveis, a maioria entre $10 e $50 pesos (com o real valendo $2,33, fica bem delicious!). Adorei os vestidos com estampa floral e as batinhas de renda.

É que eu não tava nem com tempo nem com paciência de entrar nas lojas e provar (já tava vestida com a roupa do avião e morrendo de calor!), mas fiz questão de ir lá conferir pro GE. Até biju tem bastante! Tipo uns brincos bohos lindos por $4 pesos (!!!), hellow? Mais barato que uma empanada! Kkkk Me parece que muita gente compra lá pra revender nas feirinhas de Palermo, San Telmo etc. Saca? Só no truque!

Vale a pena se você estiver com tempo na cidade e nessa “vibe” de garimpar e comprar roupa muito barata. Com paciência e um bom olho, dá pra encontrar muita coisa fofa!

PS: Muita gente tá perguntando como chegar na Avenida Avellaneda! Eu fui te táxi mesmo de Palermo e deu uns $30 pesos, baratinho! De ônibus também dá (As linhas 25-53-63-84-99-106-124-134 e 172 passam por lá!), mas com um táxi tão barato, nem vale a pena né? É só dizer Avellaneda que os motoristas já sabem onde fica!

  • Alguém aí já foi?! Curtiu?! Tem alguma sugestão de loja?! Help nos comments!

Tags:


Comenta, fia:38
03 dez

2011

Esquenta em Buenos: Puerta Uno!

por Camila

Tem coisa melhor do que ser surpreendido?! Hoje, quando saimos pra jantar e chegamos no lugar onde o endereço indicava, ficamos passadas ao abrir a porta preta (e super simples!) do lugar e dar de cara com um espaço incrível e todo coloridão: o restô/bar Puerto Uno! Todas as blogueiras piraram o cabeção e quase pifaram o iPhone de tanto tirar foto de cada detalhe da decoração! hehe Foi muito engraçado, era flash que não acabava mais…

Foi o pessoal da MuMM que colocou o PU no roteiro, eu nunca tinha ouvido falar e já amei de cara! Achei o ambiente moderno na medida e super divertido – viram o teto com sistema solar que brilha no escuro? Demais! Fora as comidas bem gostosas (e com preço bom, cada prato sai por +- R$25), drinks show e pessoas super interessantes. Sem falar no som, só aquelas músicas que mulher adora! kkkk Ótimo pra um esquenta pré-balada com as amigas.

Recomendo muito que passem por aqui na próxima vinda a BsAs! Alguém aí já conhecia?!

Tags:


Comenta, fia:27
03 nov

2011

Badalando em NYC!

por Camila

Já fiz post aqui no GE com dicas de baladas em NYC recomendadas por Matheus Mazzafera, Lelê Saddi e Bruna Tenório, lembram? Mas como vivo recebendo emails sobre esse assunto e a vida noturna da Big Apple muda muito rápido (incrível como um lugar é considerado o máximo e meses depois ninguém mais ouve falar! hehe), resolvi replicar aqui uma matéria que fiz pro site RG com 3 lugares legais que eu fui na última vez que visitei a cidade! Lá vai, anotem aí:

“Você já conseguiu o visto, enfrentou horas de vôo e mais uma maratona de compras. Eis que chega o turno da noite e a dúvida começa a aparecer: por onde badalar e balançar o esqueleto em NYC? Em uma cidade onde todo mundo tem dicas pra dar e as mesmas tem um prazo de validade tão curto (o que era cool hoje… amanhã…?), vale mais se consultar com um local descolado que te passe os it lugares do momento, do que com aquele amigo que visita a Big Apple em todas as estações do ano!

Ignorando totalmente nomes conhecidos (Kiss ‘n’ Fly nem pensar, por favor!), tenho duas sugestões boas pra quem vai pra New York por esses dias. A primeira é o WestWay, balada underground recém inaugurada onde funcionava o WestSide, um famoso clube de striptease – com pole dance e tudo mais! O estilo é modernete, tipo o secreto de São Paulo, e reúne uma turma animada de fashionistas e hipsters – meio GLS, meio hétero. Bom mix.

Quando eu fui, em uma sexta-feira, tocou um som divertidíssimo que foi de Adele a Taylor Swift e estavam por lá Harley Vieira Newton e Mischa Barton. Pena que acaba meio cedo, 3 da manhã a pista já começou a esvaziar…

Já o The Jane Hotel Bar é dos mesmos donos e abriu as portas em 2009, mas ainda tem bastante fôlego! Localizado em um salão do The Jane Hotel (dã), o espaço impressiona de cara com a decoração: parece uma sala de avó rica sabe? Móveis pesados, quadros clássicos e muito, muito veludo. Tudo super charmoso, claro.

Em plena quarta-feira, estava bombando com hits de rock indie (diz que cada dia é um estilo de música, sábado é mais black music!) e muitos mocinhos bem providos de beleza (vale ressaltar que sou comprometida, mas não poderia deixar de dar o toque para as solteiras! Hehe). Pra quem gosta de uma boa celeb, diz que Alexa Chung gosta de tomar uns bons goró por lá! Ótima opção pra esticar um date interessante ou apenas começar uma noite que promete!”

Além do Jane e do Westway, ainda acrescentei aqui o Schiller’sque é tipo um restaurante super casual (abre todo dia pra café da manhã, brunch, almoço e jantar!), mas a noite vira mais barzinho sabe? É divertidíssimo e super descolado. Ótimo pra ficar conversando a noite toda ou fazer um esquenta e ir pra outro lugar depois! Thereza do Fashionismo adora também!

Tags:


Comenta, fia:31
25 set

2011

Compras em Punta del Este!

por Camila

Olha gente, eu não tô aqui pra iludir ninguém certo? Então aqui vai a notícia: o Uruguai não é tão legal pra comprar! Hehe #bombanamoda Tudo bem que voltei 1 dia mais cedo de Montevidéu (não curtimos muito a cidade, sei lá!), mas ainda dei uma passada no shopping e olhei as vitrines. Nada muito animador!

Mas lá em Punta del Este dei uma boa passeada na calle 20 (a rua “bacaninha” das compras!) e arredores, sabe que gostei bastante? Apesar da maioria das lojas estarem fechadas por conta da baixa temporada (tem Louis Vuitton, Carolina Herrera, Doma (das jaquetas de couro!), Fendi Home, Magma e mais!), achei o clima muito agradável e ainda consegui fazer umas comprinhas legais.

A primeira parada foi no outlet Valentino (sim, isso mesmo!), que eu descobri futricando o site da calle 20 (vale a pena olhar antes de sair do hotel!). Começo dizendo logo que achei a qualidade meio diferente (tipo Yves Saint Laurent, Dior e Cacharel na Argentina, sabe?), mas até que tinha umas coisas interessantes!

Comprei uma saia midi de renda preta linda por U$60 e uma amiga (beijo Ceci!) levou um casaco de frio bem massa por U$240. Tem muitos terninhos bonitos também, não custa nada dar uma olhadinha!

Depois passamos na tão comentada Daniel Cassin! Um dia antes eu tinha visto um monte de mulheres do grupo da Chevrolet com as sacolinhas de lá e fiquei curiosa. Gente, vale MUITO a pena! Foi a loja que eu mais gostei, é no estilinho Forever 21, só que um tiquinho mais cara. Tem roupa, sapatos e acessórios lindos e o preço fica entre R$40 e R$150 (umas jaquetinhas fofas de couro!). Comprei umas 5 peças e tenho certeza que vou usar bastante. Tem pontos de venda pelo Uruguai inteiro tá? É só olhar no site da marca!

E pra finalizar, a tão comentada Indian Emporium – que não fica na calle 20, e sim em uma rua paralela. A loja é uma baguncinha e ainda mais barata que a Daniel Cassin! Tem muitas roupas de verão e uma variedade imensa de batas, saias e vestidos longos. Achei uma ótima opção pra quem quer complementar os looks balneário, pois ainda rolam muitos biquínis estampados, shortinhos, rasteiras e chapéus de palha ou tecido. Que eu me lembre a faixa de preço dos produtos fica entre R$20 e R$80!

  • É isso meninas! Gostaram das dicas? Quem tiver mais pode complementar o roteiro nos comentários ok? Vou adorar!

Tags:


Comenta, fia:42
25 set

2011

Os 8 mandamentos do Freeshop!

por Camila

Coisa boa fazer viagem pra fora do Brasil e dar aquela passadinha básica no freeshop né?! Eu adoro! Atualmente não ando comprando muito porque tô com muita maquiagem e tentando evitar gastar nisso sem precisar, mas nunca resisto a dar uma olhada e descobrir as particularidades das lojinhassem impostode cada aeroporto que passo. Desde Londres (a mais bapho!), até Mendoza ,na Argentina, que era pobrinha, probrinha! kkk

Como recebo muitos emails com dúvidas sobre o assunto sempre, resolvi montar esse post com as perguntas mais freqüentes. São dicas básicas, mas espero que ajudem! hehe

1 – Respeitarás o limite de R$500 dólares por pessoa: Isso mesmo amiguinha! O paraíso das compras sem imposto tem os seus limites! Hehe Na ida é livre (porque você estará entrando em outro país, com outras leis.), mas na volta eles se resumem a U$500 doletas por pessoa. Mas nada impede de você usar o limite de uma terceira pessoa ok? #alockadascompras 

2- Respeitarás o limite de 10 produtos do segmento cosmético: Essa regrinha eu fui aprender dia desses e segundo Aurélia ,minha amigue de freeshop que trabalha na M.A.C – Guarulhos, foi criada por conta das queridas sacoleiras que levavam Gabriela Sabatini pra o bairro inteiro comprar! Kkkk Então, no freeshop da volta, só pode levar 10 produtos (incluindo maquiagem, cremes e perfumes) ok? E não importa se bateu o limite de U$500, nem adianta chorar.

3 – Comprarás de impulso: Sim, isso mesmo! Mas isso não quer dizer pra comprar qualquer coisa! A regra vale pra algum produto da sua listinha que você encontrar lá. Tipo aquela cor de batom difícil de encontrar sabe? Compre logo sem ficar se preocupando de pesquisar preço etc. Geralmente não tem muita diferença e é uma coisa a menos pra procurar da sua wishlist! Fora que não tem coisa mais frustrante do que deixar pra comprar depois, não encontrar e voltar pra casa sem!

4 – Não serás pentelho em tua wishlist: Confesso que não tenho muita paciência pra encomendas. Me pediu algo, mando o endereço do hotel pra a pessoa comprar na internet e mandar entregar lá, resolvido. Não tem coisa mais chata do que gente que pede mil encomendas difíceis, tipo 5 toneladas de kit kat chocolate branco com recheio de caramelo e peanut butter, 3 refis de pó Shiseido (nunca tem a cor certa!), batons lendas da MAC tipo Snob e Ruby Woo…

O SITE DA DUFRY.COM, ONDE VOCÊ PODE FAZER A RESERVA!

5 – Facilitarás a vida do teu marido/namorado/noivo/ficante: Ok, já disse que acho encomenda gigante uma coisa meio chata né? Pois existe uma exceção para está “regra”! hehe Os únicos que temos total direito de explorar e pedir pra trazer as listas mais absurdas de presentes são os nossos bofes. Afinal, nós merecemos boas recompensas por sermos tão maravilhosas. Fora que ele também vai aproveitar de maneira indireta aquele creminho show da Victoria´s Secret né?

Portanto, quando for fazer sua wishlist, facilite a vida do boy e já reserve tudo no site dufry.com.br. Dessa maneira, ele se estressa bem menos! Só precisa dar o nome, pegar o pacote pronto e passar o cartão – fora que alguns produtos tem descontos especiais via reserva, entre 5% e 10%! Mas atenção, tem que fazer a reserva com o nome/documento de quem for retirar ok?

6 – Terás paciência especial com a M.A.C: Eu sei, eu sei…quando a gente chega no freeshop de SP (para as que sempre perguntam, sim, lá tem M.A.C na ida e na volta!), corre logo pro corner da nossa amada marca de make. Mas eu conto nos dedos as vezes que já comprei algo por lá. Chega pouca coisa por mês e entre problemas com a polícia federal (que demora a liberar os produtos!) e grupos enormes que chegam de férias e detonam o estoque, você pode ficar sem o seu Ruby Woo. Então seja prevenida e tente comprar as coisas mais importantes no seu destino de viagem, mesmo que seja um tiquinho mais caro.

PS: A lenda da M.A.C desfalcada confere mesmo. Aurélia disse que tem pouquíssimos produtos disponíveis no momento (eu vi, tem tipo 12 coisas e nenhum batom! #pânico) porque tá tudo preso na Federal. Diz que a partir da segunda quinzena de outubro normaliza tudo.

7 – Prestarás atenção na revistinha do freeshop: Brinde, quem não ama?! Hehe Infelizmente esse detalhe não é mais tão abundante nos freeshops (antigamente era tanta tranqueira que se ganhava, amostras de tudo!), mas ainda vale a pena catar a revistinha que fica na entrada e ver que brindes estão disponíveis por marca. Eles mudam todo mês e dá pra encontrar nécessaire da Prada, bolsa de viagem CK, creme Narciso Rodriguez e até porta laptop da Diesel.

8 – Deixarás os trambolhos para a volta: Não quer voltar pra casa sem aquela caixa de whisky/vodka (pinguça!!!) ou um player imenso pro seu iPod? Deixe pra comprar na volta, sempre tem e ninguém merece ficar carregando peso a viagem toda.

+PLUS:

Tags:


Comenta, fia:80
20 set

2011

Tô em Punta gente!

por Camila

Desde que a caravana F*Hits pegou o avião pra Londres, não paro de receber tweets perguntando porque eu não fui! hehe Agora chegou a hora de responder! E eu não estou em Londres porque…estou em Punta del Este! Aí vocês me perguntam: “Punta “no inverno” Camila, tá loka?!” Pois é! Deixei um pouquinho as viagens fashionísticas de lado pra acompanhar Diego em uma viagem dele a trabalho!

Viemos pro Uruguai porque é aqui que vai acontecer o lançamento de dois carros novíssimos da Chevrolet, o Cruze e outro que ainda é meio secreto (olha eu fazendo propaganda pro noivo! hahaha). Vamos ficar 4 dias em Punta pros bafos de trabalho (jantares, apresentações e shows (!)) e depois esticamos até domingo em Montevidéu, desta vez só a passeio!

A cada foto de Instagram que vejo das meninas em London me dá uma aflição master de estar perdendo toda aquela farra (16 peruas juntas no LFW, imagina?! hahaha), mas confesso que estou amando fazer uma trip mais relax sem ter que me preocupar com looks e desfiles. E curtindo o boy né?! hehehe O mais legal!

 BLUE: Um clique do porto (fedido!) e cheio de leões-marinhos!

Chegamos domingo a tarde acabados de cansaço, aí dormimos e jantamos a noite em um restaurante ótimo! No outro dia tivemos a tarde livre, aí aproveitamos pra fazer aquele city tour esperto e já conhecer todos os pontos famosinhos da cidade, que por sinal é bem pequena, então dá pra fazer tudo em umas 4 horinhas! hehehe

O porto, as praias, os bairros com casas de veraneio mega luxuosas, a famosa escultura da mão feita pelo chileno Mario Irarrazabal, o comentado pôr do sol visto da Casa Puebloe muito mais! hehe Nosso guia era ótimo (super engraçado!) e fez um passeio compacto, mas mostrando tudo que queriamos ver + histórias e fofoquinhas do balneário…

Achei a cidade muito legal e mal posso esperar pra voltar no verão! Tudo limpo, bem cuidado, lugares legais e os uruguaios, que são uma simpatia! Deve ser um bafo total quando começam a chegar os milhares de turistas, entre dezembro e março. O passeio que eu mais gostei até agora foi ,sem dúvidas, o tal pôr do sol. É realmente lindo demais, vale a pena!

  • Pra quem estiver de viagem marcada pra cá e se interessar pelo tour, recomendo demais esse da agência Novo Turismo que pegamos no próprio Conrad, mas pode pedir de qualquer hotel: (novoturismo@puntaweb.com | +598 4249-3154), o nome do guia era Fernando!

No porto esperando pra ver um leão marinho! hehe Eles são ENORMES!

Mais do porto, que eu achei lindo…deu pra perceber né?! hahaha

SOUVENIRS: Eu faço uma coleção brega de imãs e compro um em cada cidade que passo! hehe

MÃO: Fazendo pose! Não reparem que Diego é animal e cortou os outros 2 dedos ok?! hehe

“La Mano” é obra do artista chileno Mario Arrazabal. O significado? Seria a “presença do homem surgindo na natureza”…

SEREIAS: As “sirenas” da artista Lily Perkins…


Estou anotando e fotografando as dicas de passeios e restaurantes por aqui, podem deixar que depois faço um guia bem recheado de Punta e Montevidéu pro GE! hehe Já adianto que também teremos um post sobre freeshop e uma das dicas é esse M&M dos deuses de manteiga de amendoim que eu não conhecia! Já comi quase o saco todo, acreditem….
PS1: Quem tiver dicas de Montevidéu por favor repassem nos comments!!
PS2: Sei que vão perguntar, então já me adianto dizendo que essa jaqueta bapho turquesa é da marca argentina Doma, vendida nas lojas da Shoulder no Brasil todo. Cobicei vendo esse look de Bia Perotti!

Tags:


Comenta, fia:208
09 set

2011

Gastronomia em Paris!

por Camila

Antes de fazer essa última viagem, eu tava com muita expectativa na gastronomia parisiense. Pensei que seria igual a Florença e eu comeria super bem em qualquer lugar que parasse, sem muito trabalho de pesquisar dicas etc. Mas preciso confessar que no início não foi bem assim!

Pode até soar bem idiota, mas sou uma turista ridícula que não gosta de ir a lugares cheios de turistas! Me sinto meio boba, consumindo uma coisa meio fakeoverpriced. Com tanto brasileiro e asiático junto, parecia que eu tava na Liberdade, e não em Paris! Hehe

Já estava ficando até meio nervosa de chegar no fim da viagem e não me apaixonar por nenhum restaurante pra colocar no GE sabe? Eis que no penúltimo dia, minha prima (que ja veio 7 vezes aqui! Wow!) chega na cidade e me leva num lugar muuuito bom indicado por um amigo que morou aqui! YES!

O Chez Prosper é aquele tipo de restaurante que eu adoro: escondido dos clichês turísticos, decor low profile, comida maravilhosa e preço muito bom! Um jantar pra 5 pessoas lá (com vinho!) saiu uns 110 euros! Fomos no sábado e tava uma ferveção. Diz que é bom chegar cedo pra pegar mesa, mas a gente nem esperou muito na fila. Uns 5 minutinhos só!

Assim que sentar, sugiro que antes de qualquer coisa peça logo pro garçom reservar seu tiramisu de Nutella (nutellinha em Paris póóódji! Hehe). Foi o melhor que já comi na vida e acaba rápido porque todo mundo pede, então é melhor garantir. Fora que é servido em um potinho fofo, tipo “lá em casa” mesmo!

De prato principal aconselho mandar ver no Pavé de Salers! Tem destaque no cardápio e é famoso como a especialidade da casa. Com tanta propaganda, ninguém ousou pedir algo diferente! Todos foram no pavê…e todos rasparam o prato! A carne é ultra macia e o purê uma pluma, sem brincadeira! E como eu sou oficialmente a rainha dos carboidratos, ainda pedi aquela boa e velha porção de batata frita bem show. Valeu cada celulite adquirida! Hehehe

Portanto, se você tiver na cidade e quiser jantar em um lugar descontraído e muito gostoso, recomendo demais o Chez Prosper! Pode ir que eu “agarantcho”!

Já no segmento crepe, conheci um lugar muito bom no ultimo dia da viagem, horas antes de ir pro aeroporto! O nome é La Petite Tour e fica em uma das ruazinhas do bairro Saint Germain! Muito bom de andar sem rumo e ir descobrindo as coisas escondidas – gostei mais que o Marais, by the way.

Pedimos um de queijo e outro de banana com chocolate (esse foi o meu, obvio! #gordinha). Massa fininha e recheio na medida, do jeito que eu gosto – odeio aqueles crepes molengas com 1 tonelada de coisa dentro. O preço? De € 7 a € 10 cada!

Outra diquinha boa é o Maison de la Truffe ali na Place de la Madeleine! O lugar é um misto de loja e restaurante e vende ,além de outras coisas, azeites e terrines de trufas maravilhosos! Fiquei um tempão provando as amostras (sou cara de pau mesmo! hehe) e depois jantei no restaurante que fica do lado, muito bom…adorei!

Agora pra finalizar, um lugar que muita gente me falou pra ir mas eu NÃO recomendo: o Angelina! Fui muito mal atendida e achei a comida péssima. O brunch do Garcia & Rodrigues no RJ dá um banho nesse! Infinitamente melhor!

Bando de garçom mal humorado, demorando a trazer o pedido e achando ruim até se a gente chamasse pedindo um humilde guardanado! kkk Fora que o tal do café da manhã custa € 32 por 3 mini pãezinhos mais duros que as coxas da Sabrina sato, croissant borrachudo e um omelete até bonzinho, mas que só chegou na mesa depois que eu tinha comido todas as tranqueiras de antes e nem tava mais com fome.

Reclamei muito séria com o homenzinho lá, aí ele ficou passado como eu tava “braba” e me trouxe umas cortesias. Mas a essas alturas a péssima impressão já tava feita, nao tinha como consertar! Hehe Fica a dica!

Tags:


Comenta, fia:111